Prefeito e entidades da Saúde discutem aumento dos casos de coronavírus em Aracaju

Prefeito e entidades da Saúde discutem aumento dos casos de coronavírus em Aracaju
abril 22 17:09 2020 Imprimir Conteúdo

O prefeito Edvaldo Nogueira se reuniu, mais uma vez, com as entidades da Saúde, na manhã desta quarta-feira, 22, para discutir o andamento das ações de enfrentamento ao coronavírus em Aracaju. No encontro com os presidentes dos Conselhos Regionais de Medicina, Enfermagem e Odontologia, além do Sindicato dos Médicos e Sociedade Médica de Sergipe, o gestor municipal e a secretária da Saúde, Waneska Barboza, trataram do início da obra do hospital de campanha, analisaram a curva de crescimento da infestação de covid-19 na capital e abordaram a realização dos testes para detecção de novos casos.

“Esta foi mais uma reunião muito produtiva, como tem ocorrido desde o início. As contribuições dadas pelas entidades estão sendo muito valiosas para o andamento do nosso trabalho. Além de mostrar o que temos realizado, também ouvimos as opiniões e sugestões das entidades que representam os trabalhadores da Saúde. Com as ideias dadas por eles, temos aprimorado nossas ações”, destacou o prefeito. “Escutamos atentamente a tudo que é levantado e logo depois analisamos internamente com o Comitê de Operações Emergenciais”, reiterou.

Um dos temas da reunião desta quarta foi a disponibilização de novos leitos de retaguarda. Atualmente, a Saúde de Aracaju dispõe de 47 leitos – 20 no CAPs Jael Patrício, 20 no Hospital São José e sete no hospital Fernando Franco – e está construindo 152 leitos no hospital de campanha. “Até o início de maio, o hospital de campanha estará pronto e teremos mais de 200 leitos para atendimento aos pacientes com covid-19. O nosso trabalho está concentrado em preparar a nossa rede para absorver os aracajuanos que contraírem a doença”, disse Edvaldo.

A testagem para o coronavírus também foi discutida no encontro. A secretária Waneska Barboza explicou como se dará o trabalho junto aos professores da Universidade Federal de Sergipe, que realizaram em parceria com a Secretaria da Saúde a testagem de 2.680 aracajuanos para a elaboração do mapa de prevalência do vírus em Aracaju. “Com este estudo, teremos uma noção do comportamento do vírus na cidade, para que a gestão municipal possa tomar medidas relacionadas ao isolamento social, por exemplo”, pontuou ela. Ao mesmo tempo, a Prefeitura fará a testagem de profissionais de saúde, além dos testes em pacientes sintomáticos.

O prefeito também compartilhou com as entidades o boletim de monitoramento detalhado do coronavírus, com todas as informações sobre os casos confirmados, ocupação de leitos, principais sintomas, entre outros dados. De acordo com o último boletim (com a coleta dos dados até a terça-feira, 21), há em Aracaju 74 casos confirmados (8 deles internados), nove casos suspeitos e 589 casos descartados. Dos oito casos internados, metade está em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e metade em leitos clínicos.

Participaram da reunião o presidente da Somese, José Aderval, os presidentes dos conselhos de Medicina, Jilvan Pinto; de Enfermagem, Diego Rafael; de Odontologia, Anderson Lessa; do Sindicato dos Médicos, João Augusto Oliveira, e do representante do Conselho de Fisioterapia, Carlos Matos.

As informações são da AAN
Foto Ana Licia Menezes

  Editoria: