Prefeita sanciona leis do reajuste do piso do magistério e dos agentes de saúde

Prefeita sanciona leis do reajuste do piso do magistério e dos agentes de saúde
março 16 07:02 2019 Imprimir Conteúdo

“O que estamos fazendo hoje, 15, é nada mais nada menos, do que assinando um reconhecimento aos trabalhos valorosos dos nossos professores e dos nossos Agentes Comunitários de Saúde.”

Foi o que disse no final da manhã de hoje, a prefeita de Japaratuba Lara Moura, ao sancionar os projetos de lei que concede o reajuste de 4,17% ao magistério (retroativo ao mês de janeiro de 2019), e o piso dos Agentes Comunitários de Saúde para os exercícios de 2019, 2020 e 2021.

“Estamos há dois anos com o pagamento do magistério em dia, e o quanto é importante essa valorização, não só para os professores, mas também para todas as categorias”, disse a prefeita, que não tem medido esforços para manter o pagamento de todos os servidores em dia.

Falando para os Agentes de Saúde, a prefeita ressaltou a luta da categoria que já vinha há cerca de quatro anos e meio em busca do reconhecimento do piso. “Não podemos aqui deixar de reconhecer o emprenho do ex-deputado federal André Moura, para a aprovação do piso pelo Congresso Nacional”, frisou, parabenizando todos os agentes que tem sido incansáveis no trabalho diário para que município tenha uma saúde diferenciada.

– Temos tido uma luta diária para que o município se mantenha dentro do limite prudencial como manda a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), e assim podermos conceder os reajustes estabelecidos em lei e que estamos fazendo agora -, disse, lembrando que muitos municípios,  inclusive o Estado ainda não estão pagamento o reajuste da categoria.

A presidente do Sindicato dos Agentes de Saúde do Baixo São Francisco Rosangela dos Santos, parabenizou a prefeita por sancionar a lei concedendo o pagamento do piso da categoria. “É a valorização de uma luta que já se arrastava por mais de quatro anos e que teve uma peça importante que foi o ex-deputado federal André Moura, e a sanção da lei é uma valorização da categoria”, frisou.

Secom/Japaratuba

  Editoria: