Novo decreto mantém suspensão de escolas e atividades comerciais por mais 15 dias em Aracaju

Novo decreto mantém suspensão de escolas e atividades comerciais por mais 15 dias em Aracaju
abril 01 13:37 2020 Imprimir Conteúdo

A Prefeitura de Aracaju prorrogou por mais 15 dias as medidas estabelecidas no primeiro decreto municipal para o enfrentamento ao coronavírus.

O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, assinou um novo decreto, na manhã desta quarta-feira (1º), prorrogando até o dia 17 de abril as medidas estabelecidas no primeiro decreto municipal para o enfrentamento à pandemia do novo coronavírus.

“Continuamos achando que a única maneira de conter o coronavírus nas cidades é mantendo o distanciamento social entre as pessoas. Por isso, estamos prorrogando por mais 15 dias as medidas que tomamos no início do mês. Estamos estendendo até o dia 17 as mesmas determinações que venceriam no dia 2. Vamos manter o fechamento das escolas, do Centro comercial, de teatros, cinemas, casa de shows, enfim, dessas atividades que aglomeram pessoas. Vamos continuar fechados, evitando o fluxo de pessoas, para conter o coronavírus”, destacou o prefeito.

Edvaldo ressaltou que outras medidas, a exemplo da redução da frota do transporte coletivo em 30%, durante a semana, e 50% aos fins de semana, também serão mantidas, e fez um apelo para que pessoas com mais de 60 anos não saiam de casa. “Temos observado desde segunda-feira, 30, o crescimento da presença dos idosos no transporte coletivo municipal. Recebemos uma estatística ontem que nos preocupou muito. Então voltamos a pedir para que as pessoas, com idade acima de 60 anos, que, por favor, evite o sistema de transporte coletivo da nossa cidade”, reforçou.

Feiras livres

Com relação às feiras livres, o gestor municipal explicou que a suspensão se deu, apenas, para reorganização. “Estamos concluindo esse trabalho. Vamos reduzir a quantidade de feiras, de barracas, vamos limitar as feiras da nossa cidade à comercialização de gêneros alimentícios para evitar que exista o desabastecimento das pessoas. Os demais gêneros continuarão suspensos. Quando adotamos essa medida fizemos porque percebemos que não tínhamos conseguido garantir o controle do distanciamento social, tão necessário para evitar a disseminação do coronavírus. Então suspendemos para reorganizá-las. Até o dia 6, apresentaremos o plano com todas as exigências para que as feiras continuem”, detalhou.

O prefeito reiterou, ainda, que as medidas para o distanciamento social serão mantidas pelo tempo que for necessário. “Vamos agir de acordo com o tamanho do crescimento da propagação do vírus. Esse será o ponto chave para que possamos flexibilizar ou endurecer ainda mais as medidas estabelecidas. Como disse, estamos convencidos de que o distanciamento social é a melhor forma de garantir que o vírus não se dissemine, então continuaremos agindo para conseguir esse feito. Aproveito para pedir às pessoas que se mantenham em casa, que nos ajudem nessa batalha contra o coronavírus”, reforçou.
Foto Ana Licia Menezes

  Editoria: