Governo de Sergipe já investiu mais de R$ 18 milhões na saúde para combate ao coronavírus

Governo de Sergipe já investiu mais de R$ 18 milhões na saúde para combate ao coronavírus
abril 09 05:20 2020 Imprimir Conteúdo

O investimento, realizado com recursos próprios, foi possível graças as medidas de economia adotadas pelo Estado

O governo de Sergipe já investiu mais de R$18 milhões para reestruturação do sistema de saúde, compra de equipamentos e insumos no combate ao novo coronavírus. O investimento, realizado com recursos próprios, foi possível graças as medidas de economia adotadas pelo Estado no final do ano de 2018 e ao longo de 2019.

Até o momento, foram gastos R$ 18.269.758,09 pelo Estado com a aquisição de testes rápidos (R$ 4.499.920,00); recursos humanos (R$ 297.451,83); insumos e Equipamentos de Proteção Individual – EPIs para garantir a segurança dos profissionais da saúde (R$ 4.628.602,12); locação de equipamentos (R$ 180.000,00); infraestrutura, que inclui além da ampliação e adequação de unidades, a instalação de contêineres que serão utilizados para a triagem e atendimento médico de pacientes com síndromes gripais (R$ 4.175.034,14); aquisição de 30 ventiladores pulmonares por meio de compra compartilhada por contrato de rateio junto ao Consórcio Nordeste (R$ 4.488.750,00).

“A luta tem sido grande para adquirir equipamentos, insumos e EPIs. Para se ter uma ideia, para preparar as nossas unidades hospitalares, já gastamos o equivalente a R$18,269 milhões. Os recursos que recebemos do governo federal foram da ordem de R$ 6,787 milhões, o restante a gente está utilizando via recursos próprios”, explicou o governador Belivaldo Chagas.

Além desse montante de mais de R$ 18 milhões na saúde, será disponibilizado, a partir deste mês, linhas de crédito emergenciais de R$ 500 milhões, por meio do Banco do Estado de Sergipe (Banese), para atender as demandas dos micros, pequenos, médios e grandes empresários, bem como aqueles que atuam na informalidade, por conta dos prejuízos provocados na economia sergipana pela pandemia.

Outra importante medida diz respeito à criação do “Cartão Mais Inclusão – CMAIS”, um investimento de R$ 40 milhões em benefício de até 36 mil famílias sergipanas em situação de extrema pobreza, cadastradas com base no Cadastro Único para Programas Sociais – CadÚnico.

“No ano passado, o foco da nossa gestão era reduzir os custos do Estado, organizar a casa para que, a partir deste ano, pudéssemos usar esses recursos para ampliar os investimentos nas áreas prioritárias e para as obras mais urgentes. Como adotamos uma gestão de economia, conseguimos poupar esses recursos que agora estão sendo direcionados para a área da saúde. A nossa prioridade, mais que nunca, é a saúde e não vamos medir esforços para melhor preparar nossa rede hospitalar para atender à população que precisar receber assistência. E vou cortar o que preciso for, pois, neste momento, o combate ao novo coronavírus é prioridade”, explicou o governador Belivaldo Chagas.

ASN
Foto Mário Sousa

  Editoria: