FPI/SE encontra unidade de distribuição de água da Deso prestes a desabar

FPI/SE encontra unidade de distribuição de água da Deso prestes a desabar
maio 10 16:40 2018 Imprimir Conteúdo

A equipe também encontrou irregularidades na unidade de saúde do município

Durante a passagem da FPI pelo município de Malhada dos Bois, a equipe Saneamento encontrou uma edificação da unidade de distribuição de água da Deso com a estrutura danificada e em condições precárias. Segundo os técnicos da equipe, apesar da estrutura do imóvel da unidade estar prestes a desabar, a caixa d’água não apresenta risco de queda. A demanda será repassada ao Crea para as devidas providências.

Outros problemas

A equipe também encontrou irregularidades em uma unidade de saúde do município: ausência de recipientes adequados para o armazenamento temporário dos resíduos hospitalares e falta de licença ambiental. A Adema fará a notificação.

“Identificamos no município de Malhada dos Bois, como em todas as outras cidades que estão sendo fiscalizadas, a falta de planejamento na gestão dos resíduos sólidos do serviço de saúde das Unidades Básicas de Saúde da Família (UBS). É quase unânime ver o descuido no manuseio, acondicionamento e destinação final desses resíduos”, explicou o analista ambiental da Adema, Antonelle Morais.

Equipe Saneamento

A equipe de Saneamento é composta pelo Ministério Público do Trabalho em Sergipe (MPT-SE), Adema, Crea, Secretaria de Estado da Saúde, Secretaria de Saúde de Aracaju, Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos Polícia Militar e Funasa.

Instituições Parceiras

As fiscalizações são coordenadas pelos Ministérios Públicos Estadual e Federal com apoio do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF). Vinte e oito instituições estão articuladas na Fiscalização Preventiva Integrada em Sergipe. São 16 órgãos federais, 9 órgãos estaduais, dois órgãos municipais e uma instituição da sociedade civil organizada. Confira: Ministério Público do Estado de Sergipe, Ministério Público Federal em Sergipe, Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, Ministério Público do Trabalho, Fundação Nacional de Saúde, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, Polícia Rodoviária Federal, Superintendência do Patrimônio da União, Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, Fundação Cultural Palmares, Capitania dos Portos de Sergipe, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Museu de Arqueologia de Xingó, Universidade Federal de Sergipe, Agência Nacional de Mineração, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Conselho Regional de Engenharia e Agronomia, Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos de Sergipe, Secretaria de Estado da Cultura de Sergipe, Administração Estadual do Meio Ambiente de Sergipe, Polícia Militar de Sergipe, Grupamento Tático Aéreo da Secretaria de Segurança Pública de Sergipe, Coordenação de Vigilância Sanitária de Sergipe, Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe, Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe, Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Aracaju, Secretaria Municipal de Saúde de Aracaju e Centro da Terra – Grupo Espeleológico de Sergipe.

Fonte e foto Assessoria de Comunicação – FPI/SE

  Editoria: