Ezequiel: “Silvany ainda tem um ‘São Pedro’ para resgatar nossas tradições”

julho 04 07:54 2019 Imprimir Conteúdo

Terminados os festejos juninos, o ex-prefeito Ezequiel Leite (PR), fez uma avaliação do tradicional São Pedro de Capela e lamentou que a prefeita Silvany Sukita tenha abandonado, por completo, as tradições culturais da festa do Mastro. Segundo ele, muita gente que visitou o município no último final de semana ficou assustada com a falta de segurança e de organização por parte dos responsáveis do evento. Ezequiel também lamenta a exploração dos barraqueiros durante a festa.

Sobre o São Pedro de Capela, Ezequiel disse que “a prefeitura trouxe um artista conhecido para a festa e é natural que ele atraia muita gente de outros municípios, inclusive de Aracaju, mas o problema é que a gestão não preparou a cidade para receber tanta gente. A desorganização foi absurda, buracos por todo lado, inclusive na praça, e a tradição do Mastro não foi respeitada, sem falar na quantidade de brigas. Na rua do fluxo era confusão por minuto”, lamenta.

O ex-prefeito, que tanto cobra da prefeita Silvany Sukita por mais atenção com o povo do município, avalia que os barraqueiros foram explorados durante a festa. “Para justificar o descaso de sua gestão, Silvany quis atribuir a mim a exploração que ela fez com os barraqueiros. Existe realmente uma lei municipal, aprovada pela Câmara de Vereadores, onde estabeleci que os barraqueiros de Capela tinham 50% de desconto durante o São Pedro”.

Ezequiel explica ainda que durante a sua gestão, a prefeitura cobrava R$ 800 por uma barraca e R$ 400 para que era “filho de Capela”. “Neste São Pedro os barraqueiros chegaram a pagar R$ 2 mil! Isso é um absurdo! Como é que um trabalhador vai tirar esse investimento em três dias? Isso é uma falta de respeito, uma falta de compromisso com o povo de Capela”.

Por fim, Ezequiel sugeriu que a prefeita de Capela se prepare melhor para o próximo São Pedro em 2020. “Silvany Sukita ainda terá um São Pedro para organizar. A gente que faz oposição à sua gestão e que não torce pelo pior, espera que ela e seus assessores consigam realizar um evento mais organizado no próximo ano. Até para que os turistas que visitarem Capela levem uma impressão melhor da cidade. As imagens das brigas acabaram viralizando nas redes sociais”, lamentou.

Da Assessoria de Imprensa

  Editoria: