Enquanto estiver na SSP, o Deotap terá protagonismo, diz João Eloy

Enquanto estiver na SSP, o Deotap terá protagonismo, diz João Eloy
outubro 20 08:16 2018 Imprimir Conteúdo

O Secretário de Segurança Pública, João Eloy de Menezes. escreveu uma nota nesta sexta-feira (19) lembrando que o Deotap foi  criado em sua gestão, em 2008, quando foi secretário.

Na nota, João Eloy garante que “enquanto estiver na SSP, o Departamento terá seu protagonismo e o apoio do Governo do Estado na luta para a recuperação de ativos e contra os crimes contra a administração pública e a ordem tributária”.

Veja a nota do secretário na integra:

*João Eloy de Menezes

Preocupado em combater a corrupção, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Segurança Pública de Sergipe (SSP/SE), inaugurou o Departamento de Combate à Corrupção e Crimes Contra a Administração Pública (Deotap) no final do ano de 2008, ainda no primeiro Governo Marcelo Déda. Naquele ano, tive a oportunidade de criar o Deotap e várias outras unidades importantes da Polícia Civil e Polícia Militar.

O Deotap se consolidou com diversas operações realizadas ao longo do tempo, como a Castelo de Cartas, Indenizar-se, Subvenções e, mais recentemente, tem se notabilizado por uma parceria, jamais vista antes, com o Ministério Público de Sergipe. Boa parte dessa história, investigações e resultados tiveram meu apoio e respaldo.

Para fortalecer os trabalhos de investigação, o Banco do Estado de Sergipe doou ao Ministério Público a quantia de R$ 1 milhão, para a construção do Laboratório de Lavagem de Dinheiro do MP (LAB) – espaço voltado ao trabalho em parceria entre o Ministério e a Polícia Civil, por intermédio do Deotap.

O LAB conta com a atuação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público (Gaeco) e de policiais civis e militares especializados na área de inteligência, cedidos pela SSP para coordenar o local, fortalecendo assim o elo entre o Ministério Público e a SSP. O trabalho conjunto realizado pelo Deotap e o Gaeco resultou em ações de sucesso, a exemplo das Operações Hígia, Metástase, Caça-Fantasmas, Panaceia e Vida de Gado.

Tal êxito foi possível graças ao aumento no efetivo de escrivães e agentes do Deotap, ocorrido há cerca de um ano, para dar mais agilidade às atividades. É importante citar que o Departamento, na gestão da delegada Thais Lemos, finalizou mais de 50 Inquéritos Policiais, também frutos do serviço conjunto com o MP. Ainda na direção de Thais Lemos, houve andamento de Inquéritos importantes ligados às Operações Indenizar-SE, Subvenções e Avalanche.

Quando se fala dos crimes contra a ordem tributária, outro fato é relevante no combate aos crimes de corrupção: a entrada do Deotap no Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira), comitê interinstitucional para recuperação de ativos e sonegação fiscal. O grupo recuperou em cerca de um ano para os cofres público o valor de R$ 10 milhões e é integrado pela Polícia Civil, MP, Secretaria Estadual de Fazenda, Poder Judiciário, e Procuradoria-Geral do Estado.

Enquanto estiver na SSP, o Departamento terá seu protagonismo e o apoio do Governo do Estado na luta para a recuperação de ativos e contra os crimes contra a administração pública e a ordem tributária.

*João Eloy de Menezes é ecretário da Segurança Pública de Sergipe e responsável pela criação do Deotap

  Editoria: