Empresa sergipana instalada no SergipeTec, Acone, vence licitação no Tocantins

agosto 14 13:43 2019 Imprimir Conteúdo

Instalada no Sergipe Parque Tecnológico (SergipeTec), a Acone, empresa de gestão e regulação do Sistema Único de Saúde (SUS) em Sergipe, é a vencedora do certame no projeto piloto de Gestão de Vigilância em Saúde Pública da Central QualiTOPAMA, da Fundação de Apoio Científico e Tecnológico do Tocantins (Fapto). O Projeto visa a instalação de uma Central de Operações dotada de um Sistema de Solução de Gestão de Vigilância em Saúde Pública, com licenciamento perpétuo, serviços de customização, implantação e configuração da solução na central e em 30 municípios.

“O Parque faz esse papel de auxílio, de parceria mesmo, com as empresas aqui instaladas, através de acompanhamento, mentorias, para que elas continuem crescendo, se expandido.  A Acone é uma empresa sergipana e com algumas expertises, como contemplação em pregões [a exemplo do QualiTOPAMA] e em editais de fomento, além de reconhecimento no país, por prestar serviços para outros estados, o que agrega mais valor ao Projeto. E é, justamente isso, que o Sergipe Parque Tecnológico quer e busca, atrair e fomentar o crescimento de empresas de base tecnológica, para desenvolver, cada vez mais, social e economicamente, o Estado de Sergipe”, ressalta o presidente do SergipeTec, Brenno Barreto.

Há mais de 20 anos, a Acone atua na área de gestão e regulação do SUS, em Sergipe e outros estados brasileiros. A empresa é pioneira, no Brasil, em Gestão e Regulação de Saúde, via internet. De acordo com José Roberto A. de Oliveira, sócio-administrador da Acone, a proposta é oferecer aos estados e municípios, de todo o país, ferramentas de gestão e regulação para o Sistema. “A execução do nosso trabalho é baseada em evidências, com o intuito de aproximar o paciente aos serviços de saúde, transformando as unidades de saúde pública em pontos sistêmicos, fornecendo aos gestores informações sobre esse fluxo de pacientes e dando aos gerentes das unidades públicas de saúde autonomia e liberdade para planejar e ofertar serviços, definir seus orçamentos, realocar recursos ou gerenciar insumos”, explica José Roberto.

“No caso do QualiTOPAMA, ele implica a construção de um sistema de saúde interfederativo. Estamos muito felizes por mais esse desafio de atuar na região Norte do país, um novo mercado pra gente, por nos oportunizar aplicar nossas propostas inovadoras. Mais uma meta alcançada pela Acone e mais um desenvolvimento para o nosso Estado”, comemora Roberto.

Em visita à Acone e ao SergipeTec, a equipe da coordenação geral do Projeto QualiTOPAMA, pela Universidade Federal de Tocantins (UFTO), conheceu, in loco, toda a infraestrutura, atividades e projetos tecnológicos desenvolvidos pelas duas instituições. “Esse Projeto busca uma solução tecnológica e de gestão na região do TOPAMA [Tocantins, Pará e Maranhão], região conhecida como Bico do Papagaio. Nela, existem indicadores preocupantes em relação à Saúde e que o Ministério da Saúde deseja ter melhor visibilidade e condições de obtenção de dados, para que sejam, corretamente, avaliados e ofereçam uma maior consistência na formulação de políticas públicas, inclusive na própria transferência de recursos para os municípios da região”,  pontuou Paulo Fernando de Melo Martins, coordenador geral do QualiTOPAMA, que, na ocasião, estava acompanhado pelo analista de Tecnologia da Informação e Comunicação, da UFTO, Rogério Nogueira.

Fonte e foto assessoria

  Editoria: