Doação de 5 mil litros de álcool é destinada a servidores da Segurança Pública

Doação de 5 mil litros de álcool é destinada a servidores da Segurança Pública
março 26 07:24 2020 Imprimir Conteúdo

Vasilhames serão entregues para PM, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Cogerp
Em uma parceria com a usina Campo Lindo e a Universidade Federal de Sergipe (UFS), a Secretaria da Segurança Pública (SSP) recebeu uma doação de 5 mil litros de álcool 70%. O produto líquido será transformado em álcool em gel, por estudantes e profissionais do Departamento de Farmácia da UFS e, assim que for colocado em recipientes, será distribuído para servidores da Segurança Pública que estão na ponta dos trabalhos preventivos contra o Covid 19.
Em meio à pandemia do novo coronavírus, a UFS já faz esse trabalho importante e está produzindo, por dia, 15kg de álcool gel e 20 litros de álcool 70% glicerinado, para distribuir e evitar a escassez do material nos Hospitais Universitários, localizados em Aracaju e Lagarto, e em asilos do estado, durante o período de pandemia do novo coronavírus.
A Secretaria da Segurança Pública, como boa parte das pessoas e empresas do país, vinha enfrentando uma série de problemas para conseguir a quantidade suficiente de álcool em gel para os servidores que estão na ponta do processo, exatamente pela escassez do produto e seus insumos. “Agradecemos à Usina Campo Lindo e seus acionistas e à Universidade Federal de Sergipe que, com a doação, reconhecem o valor e o protagonismo que os profissionais da Segurança Pública têm nesse momento”, afirmou o secretário da Segurança Pública, João Eloy de Menezes.
Nesta quarta-feira (25), centenas de vasilhames já foram preenchidos em uma indústria de Nossa Senhora do Socorro e entregues imediatamente ao Comando da Polícia Militar, Delegacia Geral da Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Coordenadoria Geral de Perícias.
O coordenador do Laboratório de Ensaios Farmacêuticos e de Toxicidade (LeFT), professor Adriano Antunes, reforça a recomendação do Ministério da Saúde (MS) e da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre a necessidade do uso do álcool gel como alternativa diante da ausência de água e sabão. “Só tem necessidade de estar usando álcool em gel aquelas pessoas que estão em trânsito, no hospital e que não têm acesso com facilidade à água e sabão”, diz o professor, alertando para o uso racional em setores físicos da administração pública, para priorizar as equipes que estão na rua cumprindo o decreto governamental.
A comissão criada pelo secretário da Segurança Pública para dialogar com a Usina Campo Lindo e a Universidade Federal de Sergipe é composta pelo coronel José Andrade, secretário-executivo da SSP; Jenilson Gomes, diretor do Instituto de Identificação; Álvaro Bento, agente da Polícia Civil e secretário de Defesa Social de Pirambu; e o médico legista Víctor Vasconcelos Barros, diretor do Instituto Médico Legal (IML).
Fonte e foto SSP

  Editoria: