DAGV registra aumento na incidência de violência contra mulher durante isolamento

DAGV registra aumento na incidência de violência contra mulher durante isolamento
abril 07 07:35 2020 Imprimir Conteúdo

A unidade especializada segue funcionando e passa orientações para as vítimas de casos de violência contra a mulher

O mês de março registrou um aumento nos casos de violência contra a mulher. É o que mostra os dados das ocorrências encaminhadas ao Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV). Durante os 31 dias do mês passado, foram contabilizados 230 casos, contra 112 no mesmo período do ano passado. A Polícia Civil ressalta que a unidade especializada é plantonista 24h e segue atendendo diariamente o público.

Ainda de acordo com o levantamento, feito pela Coordenadoria de Análise e Estatística Criminal (CEACrim), do dia 21, data na qual foi publicado o primeiro decreto governamental determinando o isolamento social, até 31 de março, o DAGV recebeu 59 ocorrências. Enquanto isso, no mesmo período do ano passado, foram 36. Apenas no primeiro dia do decreto, foram 17 ocorrências direcionadas ao departamento.

A delegada Renata Aboim explicou que a unidade especializada continua em funcionamento, mas que a prioridade do atendimento presencial é para os casos mais graves. “Estamos atendendo principalmente os casos de flagrante, em que o crime está acontecendo ou acabou de acontecer, e nas demais situações se for o caso de pedir uma medida protetiva”, citou.

Ela destacou que situações já passadas ou com menor grau de urgência podem ser comunicadas pela Delegacia Virtual. “Se forem situações já passadas ou que não exigiam uma certa urgência no atendimento, nós orientamos que faça o registro pela Delegacia Virtual e, posteriormente, nós iremos tomar as providências. O objetivo é evitar o acúmulo de pessoas na delegacia, por isso remodelamos o atendimento”, mencionou.

A orientação para os casos em que o crime está acontecendo ou acabou de acontecer é o acionamento da Polícia Militar pelo número 190. Se não for possível entrar em contato com a polícia, há também a Central de Atendimento à Mulher, no número 180. É possível também ligar diretamente para o DAGV, no telefone (79) 3205-9400. “Sempre haverá alguém capacitado para atender essa pessoa e passar todas as orientações necessárias”, concluiu.
Fonte e foto assessoria

  Editoria: