Campanha de vacinação contra a gripe em Lagarto atingiu quase 50% da meta

Campanha de vacinação contra a gripe em Lagarto atingiu quase 50% da meta
maio 07 12:55 2019 Imprimir Conteúdo

Mesmo faltando ainda mais de 20 dias para seu término, o Dia D da Campanha de Vacinação Contra a Gripe, que aconteceu no último sábado, dia 4, foi fundamental para o município de Lagarto atingir quase metade da meta de imunização para este ano. O bom trabalho da Prefeitura Municipal, através do Núcleo de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, resultou na vacinação de mais de 12 mil pessoas na sede do município e em povoados.

Esse foi o balanço feito hoje, dia 7, por técnicos da SMS. Na verdade, as 12.119 doses aplicadas, correspondentes a 48,31% da meta, significam um bom número para o município, ou seja, quase metade do público-alvo. Mas a Prefeitura de Lagarto quer intensificar a campanha para os grupos de pessoas com 60 anos ou mais de idade; pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais e professores.

A 21ª edição da campanha está com cobertura em todas as regiões de Lagarto com unidades de saúde, mas o Dia D deu um fôlego a mais com a expansão dos pontos de vacinação no terminal rodoviário, na Praça Sílvio Romero e nas escolas Senador Leite Neto e Paulo Rodrigues, no bairro Matinha.

Para a prefeita Hilda Ribeiro, o objetivo está sendo alcançado devido à sensibilização que está sendo feita e a preocupação da Prefeitura de Lagarto em poder chegar a todas as pessoas, independentemente de onde mora, seja na sede do município ou em povoados distantes. “O Poder Público Municipal tem que estar presente aonde o povo precisa”, destaca ela.

“Em todos os nossos postos é possível se vacinar. Ninguém vai ficar sem a vacina por não encontrar local de vacinação, porque estamos com uma gigantesca cobertura, justamente para não desassistir a população e as pessoas que moram em locais mais distantes”, garantiu.

O grupo prioritário é formado por crianças de seis meses a menores de seis anos, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade em medidas socioeducativas, gestantes, mulheres até 45 dias depois do parto, mulheres e homens com 60 anos ou mais, trabalhadores da área de saúde, povos indígenas, pessoas privadas de liberdade, pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais e professores de escolas públicas ou privadas.

Para prevenir a gripe, é recomendável medidas gerais de proteção, como a constante lavagem das mãos, principalmente antes de consumir algum alimento, e a adoção da etiqueta respiratória, que consiste em espirrar na parte de dentro dos cotovelos e cobrir a boca ao tossir, visando à redução do risco de infecção pelo vírus.

Outra dica importante é não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas. É importante ficar alerta a sinais e sintomas de gravidade para, nesses casos, buscar imediatamente avaliação em uma unidade de saúde. A prefeita Hilda Ribeiro entende que essa ação da Saúde “representa um jeito novo de governar nosso município, com respeito à população e transparência nas nossas ações”, ressaltou.

Fonte e foto assessoria

  Editoria: