Associação dos Agrônomos homenageia mulher engenheira

Associação dos Agrônomos homenageia mulher engenheira
outubro 12 08:34 2018 Imprimir Conteúdo

Pela primeira vez desde que o título foi criado, em 2011, uma mulher foi eleita com o título de melhor profissional do ano.

A Associação dos Engenheiros Agrônomos de Sergipe – AEASE está realizando a Semana do Agrônomo como programação especial em comemoração ao dia do Agrônomo, celebrado anualmente dia 12 de outubro. O ponto alto da programação aconteceu na sede da instituição, dia 10, com homenagem do melhor profissional 2018, entrega do título de acadêmico do curso de engenharia agronômica do ano, ação em parceria com a Universidade Federal de Sergipe e palestra ministrada pelo Engenheiro Maurício Pazini Brandão, professor do Instituto Tecnológico da Aeronáutica – ITA, São José dos Campos, São Paulo.

O presidente da AEASE, Fernando Andrade, disse que a programação tem um caráter de valorizar e reconhecer o trabalho do engenheiro agrônomo, como também de aproximação do profissional com a comunidade e de formação a partir de debates com temas atuais para a agronomia.

O valor da mulher

Fernando Andrade destacou que pela primeira vez desde quando a homenagem foi criada, em 2011, uma mulher foi eleita com o título de melhor profissional do ano pela AEASE. Em 2018 o título foi concedido à engenheira Maria Urbana Correa Nunes. Ela possui graduação em Engenharia Agronômica e mestrado em Agronomia (Fitotecnia) ambos pela Universidade Federal de Lavras, e doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal) pela Universidade Federal de Viçosa. Atualmente é pesquisadora da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa Tabuleiros Costeiros com sede em Aracaju.

A secretária de estado da Agricultura, Rose Rodrigues, destacou a necessidade de o setor agrícola passar de uma agricultura convencional para uma agricultura agroecológica para o bem das futuras gerações. Destacou também a conquista das mulheres por uma situação de igualdade com os homens. “Me orgulho de ser a primeira mulher secretária de agricultura do Estado de Sergipe em um momento em que estamos instituindo a agro ecologia como uma política agrícola de estado. Sabemos que a grande importância hoje é a produção de uma agricultura que respeite o meio ambiente, que não contamine o solo nem o lençol freático. Produzir alimento para a população de agora sem condenar as gerações futuras”.

Estou igualmente feliz de ver uma mulher, Maria Urbana, sendo homenageada. Pela primeira vez na história da AEASE uma mulher recebe o prêmio de melhor profissional do ano, já que a gente sabe que desde 1930 as mulheres, sequer podiam participar da vida pública e ate votar. Lembrei-me de Anatoli Frances, um pensador que dizia que ‘as ideias na qual a sociedade repousa, todas sem exceção, foram consideradas subversivas antes de serem tutelares’. A premiação de Maria Urbana exemplifica que, graças à luta dessas mulheres que mudaram nossa constituição e mostraram que nós mulheres não éramos inferiores nem menos inteligentes que os homens. O que a gente precisa é de oportunidades, que se assim for conseguimos ocupar e exercer qualquer profissão” expressou Rose.

A secretária iniciou relembrando o que disse Florestan Fernandes: ‘uma das coisas mais importantes que as universidades produzem não é o que elas fazem lá dentro, mas o que a sociedade vai fazer com aquilo que elas produziram’. “Nesse sentido eu parabenizo todos os que fazem a engenharia agronômica do estado de Sergipe em Nome do presidente da AEASE. Fernando Andrade e a todas as mulheres em nome de Maria Urbana, a homenageada da noite”, saudou Rose.

Dentro da programação do dia 10 foi lançado o Manual de Honorários do Engenheiro Agrônomo. O presidente da Instituição explicou que se tratava de um importante instrumento de trabalho há muito reivindicado pela categoria. Segundo ele, o Manual foi estudo elaborado pela diretoria como ferramenta que objetiva zelar pela valorização do nível técnico, a promoção da imagem dos profissionais, estabelecendo os padrões mínimos de valores de remuneração nos trabalhos e serviços prestados pelo engenheiro agrônomo, promovendo a defesa dos seus direitos e interesses.

A programação da noite foi finalizada com a palestra sobre “A Engenharia do Futuro e o Novo Perfil Profissional do Engenheiro”, ministrada por Maurício Pazini Brandão. O tema foi reconhecido pelo palestrante como plenamente identificado com o momento atual da engenharia, diante das expectativas e desafios que nos serão impostos nas próximas décadas, como provedora de soluções à sociedade, rumo ao desenvolvimento sustentável nacional.

Continuidade da programação

A semana do engenheiro agrônomo continua dia 12 com um torneio de futebol 7, no clube de Engenharia, localizada no bairro Coroa do Meio; dia 13, sábado, às 9h, no Parque da Sementeira, o plantio de mudas frutíferas e de essências florestais; encerramento dia 14 de outubro, domingo, as festividades comemorativas da Semana do Engenheiro Agrônomo com a 3ª. edição do Passeio Ciclístico da AEASE.

As inscrições para participação do passeio deverão ser feitas no site da AEASE – www.aease.org.br ou pelo site da FSC – www.fsciclismo.com.br, tendo direito a uma camisa para os primeiros 200 inscritos, mediante a doação espontânea de 1 kg de alimento não perecível. O evento inicia-se às 9h, tendo como ponto de concentração e partida na sede da AEASE, localizada na Avenida Beira Mar, 2.400, em frente ao Parque da Sementeira. O percurso será de aproximado 12 quilômetros, seguindo a Avenida Beira Mar até os Arcos da Praia de Atalaia. Daí sentido Coroa do Meio, Shopping Riomar, ponte da Coroa do Meio, voltando pela AEASE, onde terminará o percurso.

Por: Ednilson Barbosa (Texto)

Foto: João Amaral

  Editoria: