Edvaldo lamenta assassinato de professora e pede esforços para coibir feminicídio

Edvaldo lamenta assassinato de professora e pede esforços para coibir feminicídio
maio 02 14:13 2019 Imprimir Conteúdo

O prefeito Edvaldo Nogueira se manifestou sobre o assassinato da professora Andréa Monte Santo Belizário, de 37 anos. Ela foi morta na manhã desta quinta-feira, 2, pelo ex-companheiro, o subtenente do Corpo de Bombeiros, Jeferson Mendonça, que cometeu suicídio em seguida. O crime ocorreu em frente à Escola Municipal de Ensino Fundamental José Souza de Jesus, no bairro 17 de Março.

“O assassinato da professora Andréa Monte Santo Belizario, funcionária da escola José Souza, no 17 de Março, nos entristece profundamente, no momento em que também me solidarizo com seus familiares, em especial com seu filho João Vitor”, declarou o prefeito.

Edvaldo ressaltou que “essa tragédia chama atenção para mais um caso de feminicídio que ceifa a vida de uma jovem e deixa órfão um menino de 7 anos, aumentando as estatísticas dessa barbárie que, lamentavelmente, tem atingido mulheres no país inteiro”.

“Infelizmente, esse clima de violência atinge toda a sociedade brasileira e assusta nosso próprio futuro. Aproveito essa triste ocorrência para, como prefeito de Aracaju, pedir esforços de todos para coibir atos de violência e conclamar o sentimento de compreensão e tolerância tão fundamentais nesses momentos de dificuldades”, complementou.

A Prefeitura de Aracaju providenciou o funeral da professora, que atuava na rede municipal há quatro meses. Técnicos da secretarias da Educação, da Saúde e da Assistência Social estão atuando no apoio aos familiares e aos alunos da escola que presenciaram o crime.

Por Valter Lima

  Editoria: