Vinícius Porto faz alerta sobre falência do ensino médio e sugere inovação

Vinícius Porto faz alerta sobre falência do ensino médio e sugere inovação
setembro 11 15:32 2018 Imprimir Conteúdo

por Iris Valéria

O Brasil é um dos países com o maior número de pessoas sem diploma do ensino médio: mais da metade dos adultos (52%) com idade entre 25 e 64 anos não atingiram esse nível de formação. O alerta foi feito pelo vereador Vinícius Porto (DEM) tendo como parâmetro pesquisa realizada pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). De acordo com o parlamentar, o problema tem origem na adolescência, quando jovens entre 15 e 17 anos, que deveriam cursar o Ensino Médio, simplesmente abandonam a sala de aula. “A evasão escolar é alarmante e preocupante”, afirma o parlamentar.

Para Vinícius Porto, um dos principais motivos para a evasão está na falta de interesse dos alunos pela escola e as aulas. “É preciso fazer com que o ensino seja mais atrativo para os estudantes e que eles encontrem na sala de aula prazer pelo aprendizado e conhecimento. É importante encontrar outras formas, outras linguagens para incentivar a participação e interação dos alunos e reverter o atual quadro”, sugere o parlamentar.

Ainda com base na pesquisa, Vinícius Porto destaca que outros países latino-americanos têm melhor desempenho que o Brasil. Na Argentina, 39% dos adultos na faixa de 25 a 64 anos não concluíram o ensino médio, no Chile, o percentual é de 35% e, na Colômbia, de 46%. “Segundo a OCDE, apesar do Brasil investir uma fatia importante de seu PIB na Educação, os gastos por aluno, sobretudo no ensino básico, são baixos. O Brasil investe uma parte relativamente alta tanto de seu produto interno bruto (PIB) quanto do total de gastos públicos na educação. Porém, o gasto por aluno ainda está atrás da maior parte dos países parceiros e da OCDE”, relata o parlamentar.

“Investir em educação é saudável para o Brasil”, reforça Vinícius Porto ao destacar que a educação traz desenvolvimento econômico e social, além de gerar habilidades para o indivíduo, as quais são benéficas tanto por ele quanto por outros ao seu redor.

Foto César de Oliveira

  Editoria: