Vigilante foi morto porque colaborava com a polícia

Vigilante foi morto porque colaborava com a polícia
setembro 11 12:54 2019 Imprimir Conteúdo

 

A Polícia Civil de Sergipe, durante entrevista coletiva ocorrida nesta quarta-feira, 11 detalhou as investigações e a ação policial que resultou na identificação dos envolvidos na morte do vigilante Mário Sérgio Barboza Santos, que foi morto na madrugada do último dia 4, em Capela.

Foram identificados Ivo Cláudio Santos de Jesus, que está foragido, e Emanuel Messias dos Santos de Jesus, conhecido como “Neu”, que foi morto quando entrou em confronto com os policiais no final desta quara-feira. Outros envolvidos estão sendo investigados. A polícia já sabe que dois deles são ex-presidiários.

Na oportunidade, o delegado Wanderson Bastos detalhou o trabalho policial que culminou na localização do ex-presidiário. Ele já tinha disparado contra equipes da PM, em 30 de agosto, e entrou em confronto com os policiais no final da quarta-feira, 10, morrendo logo em seguida.

A polícia acredita que a motivação para o crime seja vingança. “O entendimento dele é que vigilantes e demais pessoas da cidade estão colaborando com a polícia e por isso eles mataram o Mário Sérgio a facadas e deceparam a mão direita. Estamos aguardando o laudo cadavérico para confirmar, mas evidências indicam que eles arrancaram a língua do vigilante” explicou o delegado Wanderson Bastos.

SSP

  Editoria: