Vereadores liderados por Maria se unem a Luciano Bispo contra projeto de criação do SIM

Vereadores liderados por Maria se unem a Luciano Bispo  contra projeto de criação do SIM
Maio 07 07:43 2018 Imprimir Conteúdo

Vereadores liderados por Maria Mendonça se unem a Luciano Bispo contra projeto de criação do Serviço de Inspeção Municipal e a deputada poderá ganhar o apoio do dono de Frigorífico Serrano

Nestas fotos pode estar a explicação para o fato dos vereadores itabaianenses João Cândido e Zé Roberto, liderados pela deputada Maria Mendonça (PSDB), se posicionarem contra o projeto que cria o Serviço de Inspeção Municipal – SIM, enviado à Câmara, pelo prefeito Valmir de Francisquinho (PR).

Os dois parlamentares seguem a orientação da deputada e, apesar da rivalidade histórica com o grupo liderado pelo ex-prefeito Luciano Bispo (PMDB), se uniram a ele na rejeição ao projeto que beneficiaria diretamente o Matadouro Municipal, reconstruído na atual gestão, beneficiando o Frigorifico Serrano, de propriedade da familia do prefeito de Campo do Brito, Marcel Souza, o mesmo que poderá declarar apoio a reeleição de Maria.

Recentemente, esses mesmos vereadores, que confessam seguir a orientação de Maria, votaram na candidata de Luciano Bispo à presidência da Câmara de Itabaiana, vereadora Ivoni Andrade (MDB), derrotando o próprio primo de Maria, Zé Teles de Mendonça. O ato considerado pela população como uma traição ao grupo político liderado historicamente por Chico de Miguel, pai da parlamentar e vitima maior das agressões verbais desferidas por Luciano e seus aliados, causou o rompimento politico dela com o prefeito Valmir de Francisquinho.

Agora, no caso do projeto criando o SIM, mais uma vez Maria Mendonça e seus vereadores, se unem ao adversário político, Luciano Bispo, na tentativa de prejudicar Valmir, politicamente, mas acabam prejudicando todo povo de Itabaiana, que poderá pagar mais caro pela carne. Centenas de pessoas que dependem financeiramente do Matadouro Municipal também serão afetadas.

O prefeito Valmir lamenta que, em troca de apoio político, a deputada prejudique milhares de pais e mães de famílias. Explicou que, com a criação do Serviço de Inspeção Municipal, o abate de animais continuaria sendo feito no matadouro do município, que cobra uma taxa infinitamente menor que o Friforífico Serrano, por ser esse da iniciativa privada.

  Editoria: