Vereador Sávio: “politizar menos e agir mais”, ao votar favorável pelo consórcio de vacinas

março 10 14:35 2021 Imprimir Conteúdo

Na manhã desta quarta-feira, 10, o vereador Sávio Neto de Vardo (PSC) votou e defendeu um importante Projeto de Lei enviado pelo Poder Executivo que viabiliza a chegada de mais vacinas para Aracaju. Se trata do PL 33/2021, que insere a capital sergipana no consórcio nacional de vacinas, composto por mais de 1700 municípios.

Sávio destacou que a atitude da gestão municipal se dá pela necessidade urgente de conter a pandemia na cidade, que já chegou a mais de 79.000 aracajuanos. “Nós hoje votamos a favor da vida do nosso povo, o qual representamos nesta Casa. Precisamos apoiar e compreender que esse projeto prioriza, acima de tudo, a esperança de todo um país pelo fim da pandemia, que são as vacinas. O prefeito está de parabéns por buscar a inclusão da nossa cidade neste consórcio”, afirmou.

Encabeçado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP), o consórcio busca desburocratizar todo o processo de compra da vacina que, até então, está sob a responsabilidade do Ministério da Saúde. Hoje, com 1.703 cidades tendo aderido, o consórcio representa mais de 125 milhões de brasileiros.

“Vemos uma politização generalizada nesta questão da vacina. Quem é o pai da criança ou quem vai mandar mais vacina, enfim. Enquanto isso, o povo é quem está padecendo. Só nas últimas 24 horas, mais de 1.972 pessoas morreram vítimas da covid-19, mais um recorde da pandemia. Precisamos, então, politizar menos e agir mais pelo bem do povo brasileiro, sergipano e, em especial, o povo de Aracaju, que é beneficiado com o consórcio neste momento”, destacou o parlamentar.

Vale ressaltar que, segundo o consórcio, a compra dos imunizantes não será de forma imediata. Mas é uma forma de ter segurança jurídica no caso de o Plano Nacional de Imunização do governo federal não dar conta de suprir toda a população. Nesse caso, os prefeitos já teriam alternativa para aquisição das vacinas.

Por Marcos Simões
Assessoria de imprensa do vereador

Com informações da CNN Brasil

  Editoria: