Veículo destinado pelo MPT/SE permitirá à Marinha ampliar os serviços sociais

Veículo destinado pelo MPT/SE permitirá à Marinha ampliar os serviços sociais
julho 24 13:45 2018 Imprimir Conteúdo

O dinheiro da destinação teve origem em TAC.

O Ministério Público do Trabalho em Sergipe (MPT-SE) entregou na tarde desta segunda-feira, 23, à Capitania do Portos de Sergipe um veículo com capacidade para 15 lugares com o objetivo de permitir que a Marinha amplie os serviços sociais que ela já presta. A destinação é fruto multa aplicada após descumprimento de termo de ajustamento de conduta.

De acordo com o procurador do Trabalho Manoel Adroaldo Bispo, a Capitania dos Portos faz diversos treinamentos, especialmente para a população ribeirinha. “A Marinha tem um serviço social intenso com o atendimento médico, odontológico e palestras, de modo que o veículo vai permitir que eles ampliem esses serviços e consigam deslocar o máximo de equipamentos e materiais para os treinamentos que eles fazem em todo o estado” explica.

É o que reforça o Capitão dos Portos de Sergipe, o Capitão de Fragata Alessandro Pires Black Pereira, “O recebimento dessa viatura é muito importante para a Capitania, do ponto de vista que vai facilitar o transporte da tripulação e de crianças assistidas pela instituição. Às vezes, precisamos nos deslocar ao longo de todo estado de Sergipe e geralmente nosso trabalho fica limitado pela quantidade de espaço na viatura. Uma das atividades que será muito importante o uso dessa viatura é nas ações sociais. São ações que realizamos em proveito dos municípios e em parceria com as prefeituras”.

A Marinha presta atendimento médico, odontológico e realiza atividades de prevenção e segurança do tráfego aquaviário. Também há distribuição de coletes salva-vidas, palestras de prevenção e segurança no mar e manutenção de embarcação. “Toda essa parte educativa que a Capitania tem, não só de fiscalização, mas também a educativa em relação à segurança do tráfego aquaviário teremos agora a condição de levar a quantidade de pessoal que a gente gostaria de levar nesses eventos”, acrescenta o Capitão de Fragata Alessandro Black.

Esta não é a primeira destinação de recursos à Capitania dos Portos em Sergipe, no final do ano passado o Ministério Público do Trabalho entregou 1000 coletes salva-vidas para a Marinha a fim de que os equipamentos fossem distribuídos exclusivamente aos pescadores da Bacia do São Francisco. No acordo também ficou definido que a Capitania dos Portos seria responsável pela conscientização dos pescadores quanto à pesca segura. “Esse trabalho chamou a atenção de modo que entendemos que esse veículo seria muito útil para a Marinha e pelo menos 15 passageiros serão transportados durante as atividades e fiscalizações” finaliza Adroaldo Bispo.

Foto assessoria

Por Ana Alves

  Editoria: