Valmir está numa sinuca de bico

Valmir está numa sinuca de bico
abril 07 08:30 2022

Por Adiberto de Souza *

A filiação do ex-senador Eduardo Amorim ao PL atingiu em cheio a pretensão do ex-prefeito Valmir de Francisquinho (PL) de disputar ao governo estadual. O distinto planejava negociar com outro partido a vaga para o Senado em sua chapa majoritária, porém Amorim dorme e acorda pensando na disputa senatorial. Pior para Valmir é que o partido liberal tem na presidência o dublê de político e empresário Edvan Amorim, que vem a ser irmão de Eduardo. Portanto, se o manda chuva da legenda tiver que decidir entre as duas possíveis candidaturas, a do ex-prefeito de Itabaiana vai para o beleléu. Antes de o ex-senador perder a direção do PSDB, Francisquinho projetava ter como postulante ao Senado a delegada Danielle Garcia (Pode), só que ela deve se aliar ao amigo e senador Alessandro Vieira, que tomou o PSDB dos Amorim e é pré-candidato a governador. Caso não consiga sair dessa sinuca de bico, Valmir deve disputar uma cadeira na Assembleia e tentar eleger o filho Talysson para a Câmara Federal. Marminino!

Urgência negada

A Câmara Federal rejeitou, ontem, um requerimento para que o projeto de lei que busca combater fake news tramitasse em regime de urgência. Foram 249 votos a favor, mas eram necessários 257. Caso o pedido fosse aprovado, a proposta estaria pronta para ser votada no plenário. De autoria do senador Alessandro Vieira (PSDB), o projeto foi aprovado no Senado em junho de 2020. Segundo o tucano, sua propositura é uma forma de fortalecer a democracia e reduzir a desinformação e o engano, por meio do combate a informações falsas ou manipuladas nas redes sociais. Ah, bom!

Como Sergipe votou

Da bancada federal de Sergipe, os deputados Bosco Costa (PL), Laércio Oliveira (PP) e Valdevan Noventa (PL) votaram contra a tramitação em regime de urgência do projeto de lei das fake news. Fábio Reis (PSD) e Gustinho Ribeiro (Republicanos) votaram sim. Segundo o site Poder 360º, no painel da Câmara não aparecem os votos de Fábio Henrique (UB), Fábio Mitidieri (PSD) e João Daniel (PT). Aff Maria!

Arquivo morto

O senador Rogério Carvalho (PT) considera um escândalo uma conversa telefônica interceptada pela Polícia, onde Daniela da Nóbrega acusa o governo Bolsonaro de ter interesse na morte do irmão dela, o miliciano Adriano da Nóbrega. A moça disse ter ficado sabendo sobre uma reunião no Palácio do Planalto e do desejo de que o mano se tornasse um “arquivo morto”. Antes de ser abatido pela Polícia na Bahia, em 2020, o miliciano teria “lavado” dinheiro de origem criminosa em Sergipe, através do arrendamento de fazendas de gado na região Sul do estado. Home vôte!

Feira prestigiada

O deputado estadual Iran Barbosa (Psol) deu com os costados na cidade de Arauá para prestigiar a Feira Ecosolidária, iniciativa voltada para estimular o comércio do município e o empreendedorismo das mulheres. O parlamentar se surpreendeu com a Feira, que está comercializando produtos únicos “com a essência e a singularidade de cada expositor”, escreveu Iran. Supimpa!

André defende JB

O presidente do União Brasil, André Moura, saiu em defesa da pré-candidatura de Jackson Barreto (MDB) ao Senado: “Minha solidariedade ao ex-governador na situação enfrentada no MDB”. Após dizer que todos sabem das divergências dos dois no campo político, Moura ressaltou ser inegável a importância de JB para a história do partido. “Sua trajetória merece respeito e deve ser levada em consideração”, frisou. Há bem pouco tempo, os dois viviam às turras, a ponto de, ao se referir a André, Jackson ter dito que não subia em palanque onde tem corruptos. Crendeuspai!

Apaga velinhas

E quem está trocando de idade é o médico e ex-senador Francisco Rollemberg. Este ilustre sergipano está completa 87 anos bem vividos nesta quinta-feira. Doutor Francisco Rollemberg foi deputado federal por quatro legislaturas, entre 1971 a 1987, e senador de 1987 a 1995. Também concorreu ao governo estadual em 2002, sendo derrotado pelo saudoso ex-governador João Alves Filho. Parabéns por mais um ano!

Golpe no tráfico

Virou lei o projeto determinando a apreensão de veículos usados no tráfico de drogas ilícitas, mesmo se tiverem sido adquiridos de forma legal. O texto foi aprovado pela Câmara dos Deputados em fevereiro deste ano, e aguardava apenas a sanção para entra em vigor. A medida abrange veículos automotores, embarcações, aeronaves e quaisquer outros meios de transporte ou maquinários. A lei faz uma ressalva para resguardar o interesse de terceiros de boa-fé, como as locadoras ou os donos de carros roubados. Danôsse!

Defesa da cultura

E o pré-candidato ao Senado, advogado Henri Clay (Psol), condenou o veto do presidente Jair Bolsonaro (PL) à Lei Paulo Gustavo, que repassaria R$ 3,8 bilhões para ações emergenciais no setor cultural: “Um país que não prioriza educação, ciência e arte está condenado ao atraso”, discursa Henri Clay. Segundo ele, o capitão de pijama é inimigo do povo. O causídico lamenta que, além de não priorizar áreas essenciais, o governo federal as veja como inimigas. Misericórdia!

Vice rejeitada

O deputado federal Laércio Oliveira (PP) garante que a sua decisão de se candidatar ao Senado é decisiva. O parlamentar disse que, sem nenhum demérito ao cargo, não existe hipótese de ele disputar a vice na chapa encabeçada pelo pré-candidato a governador Fábio Mitidieri (PSD): “Ser vice jamais, de jeito algum. Isso não faz parte dos meus planos agora, nem em momento algum”, retrucou. Além do deputado, o ex-governador Jackson Barreto (MDB) também quer ser indicado candidato a senador pela base situacionista. Aguardemos, portanto!

Grana para a educação

O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT), festejou a aprovação na Comissão Especial da Câmara Federal do relatório para a PEC 13/2021. Caso seja aprovada semana que vem em plenário, a proposta vai recuperar cerca de R$ 8 bilhões não aplicados em 2020 e 2021 no ensino. Presidente da Frente Nacional dos Prefeitos, Edvaldo afirma que a aprovação dessa PEC permitirá às prefeituras investir em educação os recursos não utilizados durante a pandemia da covid-19 porque as escolas foram fechadas. Então, tá!

Recorte de jornal

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicado no jornal Correio de Aracaju, em 28 de dezembro de 1926.

É editor do Portal Destaquenotícias

  Editoria: