Valmir e o jogo de cena do PL

Valmir e o jogo de cena do PL
maio 02 07:59 2022

Por Adiberto de Souza *

Mesmo o ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PL), afirmando que é pré-candidato ao governo de Sergipe, não significa dizer este seja o principal foco do partido dele. Na verdade, a legenda dará preferência à pré-candidatura do médico Eduardo Amorim ao Senado. Até as convenções, porém, o PL vai cozinhando o ex-gestor em fogo brando, ao tempo em que tenta incluir Amorim na chapa majoritária governista. Sem outra alternativa, pois não pode mais trocar de sigla, Valmir segue tentando manter de pé o seu projeto. Caso isso seja inviável, como parece, ele troca a pré-candidatura majoritária pela disputa de uma vaga na Câmara Federal. Valmir não foi o primeiro nem será o último a desistir da empreitada no meio do caminho. Por sua vez, o PL não será exceção se abandonar o seu aliado pelo caminho em troca do apoio político para o ex-senador, que vem a ser irmão dileto do empresário Edvan Amorim, o manda chuva da legenda liberal em Sergipe. Crendeuspai!

Prefeito interpelado

O prefeito de Simão Dias, Cristiano Viana (PSB), vai ser interpelado judicialmente por ter levantado suspeitas sobre a atuação do Departamento de Crimes contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap). O gestor disse ter ficado sabendo que este órgão da Secretaria da Segurança Pública estaria sendo usado politicamente. Ao anunciar que Cristiano será chamado pela Justiça para provar o que disse, a SSP revelou que o Deotap “tem sido marcado por uma atuação pautada na investigação criminal, sem direcionamentos tendenciosos para qualquer cidade, independente da sua liderança política”. Então, tá!

Bem na fita

O ex-deputado federal Valadares Filho foi reeleito para o Diretório Nacional do PSB, enquanto o ex-senador Antônio Carlos Valadares foi reconduzido à Executiva Nacional da sigla. Vavazinho agradeceu a confiança do presidente da legenda, Carlos Siqueira, “que está deixando a sua marca na história do PSB, ao defender o regime democrático e os interesses sociais”. É voz corrente, que o PT trabalha para que Valadares Filho seja candidato a senador na chapa encabeçada pelo petista Rogério Carvalho. Caso esse projeto não se confirme, o dirigente do PSB tentará se eleger deputado federal. Marminino!

Dia do Trabalhador

E o novo deputado federal Márcio Macedo (PT) optou em passar o 1º de Maio em São Paulo, ao lado do presidenciável Lula da Silva. Juntamente com a também deputada federal e presidente do PT, Gleisi Hoffmann, o parlamentar sergipano prestigiou o ato em homenagem ao dia do trabalhador organizado pelas centrais sindicais. Segundo Márcio, ontem foi dia para reconhecer a luta e as reivindicações diárias dos brasileiros pelos direitos e melhores condições de trabalho. É vero!

Mudou de lado

Bastou Valdevan Noventa (PL) perder o mandato de deputado federal e se tornar inelegível, para o ex-prefeito de Capela, Manoel Sukita (Republianos), se bandear pras bandas do PT. No último final de semana, o fidalgo recebeu na casa dele para um regabofe o deputado federal João Daniel (PT), a filha de Lula da Silva, Lurian e o namorado dela  Danilo Segundo. Como se fosse um velho militante do partido da estrelinha, Sukita não se cansava de elogiar “o melhor presidente da história da nossa República, que em breve vai pisar no solo sagrado de Capela”. Como diz o adágio popular: Rei morto, rei posto. Home vôte!

Partido dos Agresteiros

Veja o que publicou no Jornal da Cidade a amiga Thaís Bezerra: “O PL está sendo chamado de Partido dos Agresteiros por conta do grande número de filhos de Itabaiana entre os seus filiados. O presidente da sigla é o itabaianense Edvan Amorim, que atraiu o irmão Eduardo para a legenda. O candidato a governador do PL pode ser o serrano Valmir de Francisquinho, que escolheu a sigla para filiar o filho e deputado estadual Talysson de Valmir. E para completar o time de agresteiros, o ex-presidente do extinto DEM, José Carlos Machado, também ingressou no PL. Aliás, o prefeito de Itabaiana, Adailton Sousa, é filiado ao Partido Liberal há muito tempo”. Misericórdia!

Festa no clube

Após retornar de São Paulo, para onde foi fazer a última revisão da cirurgia no ouvido, o presidente da Assembleia, deputado Luciano Bispo (MDB), prestigiou, ontem, a festa pelos 74 anos da Associação Atlética de Itabaiana. O emedebista lembrou que foi presidente daquele clube em 1980, quando “fizemos uma ampla reforma nas instalações e construímos o parque aquático”. O aniversário da Associação Atlética foi abrilhantado pelos shows do cantor Rodrigo Graça e da banda Duas Faces. Supimpa!

Política burguesa

O governador Belivaldo Chagas (PSB) é partidário da política econômica do presidente Jair Bolsonaro (PL). Quem pensa assim é Elinos Sabino, pré-candidato ao governo de Sergipe pelo PSTU. Segundo ele, o resultado dessa política burguesa é que os pobres, a classe trabalhadora e setores médios sergipano são massacrados economicamente, “enquanto os ricos e as grandes empresas, aumentam seus lucros e quase não pagam impostos”. Na visão de Elinos Sabino, Sergipe vive um momento muito preocupante, com mais de 165 mil desempregados e a visível ampliação da miséria. Danôsse!

De volta à categoria

Após perder o mandato, o ex-deputado federal Valdevan Noventa (PL) fez a sua primeira manifestação pública em São Paulo. Para lembrar o 1º de Maio, o fidalgo escreveu no site do Sindimotoristas que se orgulha “de fazer parte dessa categoria aguerrida e vitoriosa, que jamais foge à luta, que faz da união sua força maior em defesa do emprego e dos direitos trabalhistas”. Cassado e tornado inelegível, sob a acusação de compra de votos nas eleições de 2018, Valdevan é presidente do Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo, o maior do país. Agora sem mandato, Noventa deve se dedicar mais ao Sindimotoristas. Aff Maria!

Nome para vice

O empresário e ex-deputado estadual Marcos Franco (MDB) foi consultado por políticos do partido dele, do PT e do PL sobre a possibilidade de ser pré-candidato a vice-governador. O emedebista disse que iria consultar o seu grupo político, segmentos do seu partido e alguns amigos. “Eu faço política em grupo, não atuo sozinho”, declarou. Marcos Franco afirmou, ainda, achar prematuro para se tomar uma definição nesse sentido: “Darei resposta a todos que me consultaram no momento mais oportuno. Anda é cedo”, frisou. Ah bom!

Recorte de jornal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicado no Sergipe Jornal, em 30 de abril de 1923.

É editor do Portal Destaquenotícias

  Editoria: