Uma decisão absurda

julho 09 05:51 2018 Imprimir Conteúdo

Rogério Favreto: esse é o nome do desembargador que serviu a vários governos petistas e concedeu liminar para livrar Lula da cadeia, durante seu plantão, neste domingo, 08. Uma decisão absurda, milimetricamente pensada e um atentado à segurança jurídica do país. A atitude foi considerada um absoluto desrespeito às diversas decisões de instâncias judiciais, a exemplo do próprio TRF- 4, ao qual pertence esse petista disfarçado de juiz. Exatamente por tudo isso, o Juiz Sérgio Moro, mesmo de férias, decidiu não atender o pedido de soltura do corrupto e ainda pediu explicações ao desembargador.

Imagine um integrante de um Tribunal Federal ir de encontro a uma decisão colegiada deste mesmo tribunal? Só mesmo uma gratidão imensa pelos cargos que exerceu, por exemplo, no governo do petista Tarso Genro, no Rio Grande do Sul e no próprio governo do ex-presidente preso. Rogério Favreto foi filiado ao PT, até sua indicação para o cargo de desembargador, feita pela ex-presidente Dilma.

Com a decisão de mandar soltar o ex-chefe e eterno líder político, Favreto mostrou claramente sua gratidão ao partido ao qual foi filiado e um despreparo fora do comum. Graças a Deus que, mesmo de forma precária, mas as instituições jurídicas estão funcionando e foi chamado o feito a ordem.

Mais uma vez o povo brasileiro, os verdadeiros brasileiros, ficam grato à bravura e a ética profissional do Juiz Sérgio Moro. Mesmo de férias, não demorou a agir para garantir que um dos maiores corruptos da história política do Brasil permaneça preso, pagando pelos crimes que cometeu.

O desembargador Thompson Flores também cumpriu o seu papel, ao lado do colega Gebram Neto, garantindo que a decisão politiqueira do tal do Favreto não fosse levada a frente. Decepção para os fanáticos petistas que já estavam fazendo zoada nas imediações da carceragem da Polícia Federal, onde o líder deles está preso. Que fique lá por muito tempo. Lugar de corrupto é na cadeia. E antes que acusem o escriba de ante PT, também fazemos coro para que façam companhia ao Lula, políticos de vários outros partidos, a exemplo de Aécio Neves, Renan Calheiros, Michel Temer, Rocha Loures e essa politicalha toda, envolvida nos mais variados atos de corrupção.

INALDO ATENDE EVANGÉLICOS

Como parte das comemorações alusivas ao aniversário de Nossa Senhora do Socorro, a prefeitura promoveu um grande encontro da música gospel, reunindo milhares de fiéis, na Praça de Eventos. Tendo como atração principal a cantora Bruna Carla, o evento contou com a parceria da UMESE – União dos Ministros Evangélicos de Sergipe, que tem a frente o Pastor Waldemar. Lindo se ver.

Os líderes evangélicos fizeram questão de agradecer ao prefeito de Socorro, Padre Inaldo, que não mediu esforços para atender o pleito. Como sempre acontece nos eventos desta natureza, nenhum problema com a segurança pública: em festa de crente, reina a paz de Cristo.

APOIO DO M 12

Um dos movimentos evangélicos que vem crescendo muito em Sergipe, o M 12, decidiu apoiar o grupo político liderado pelo senador Eduardo Amorim (PSDB). Além de Eduardo para o Governo do Estado, votarão em André Moura (PSC) e Heleno Silva (PRB), para o senado, Pastor Antônio dos Santos (PSC), para Federal e o também Pastor Daniel Forte (PPS), para deputado estadual. Todos o pré-candidatos passaram por uma sabatina, antes do apoio ser anunciado.

COZINHANDO O GALO

O governador Belivaldo Chagas (MDB) está no limite com o presidente estadual do PDT, radialista Fábio Henrique. O ex-prefeito de Socorro, com vários cargos na administração pública estadual, continua sem decidir qual caminho seguir nas eleições deste ano. “Vamos ver mais na frente”. Essa é a resposta que Fábio dar para quem lhe pergunta com qual grupo político estará.

SITUACIONISTA DE PLANTÃO

Os analistas políticos de plantão garantem que Fabio deverá integrar a chapa do senador Eduardo Amorim (PSDB), como seu candidato a vice-governador. A decisão já teria sido anunciada se não fosse registrado o crescimento da pré-candidatura do deputado Valadares Filho. Fábio quer estar do lado com as maiores possibilidades de vitória. Ele não suporta ser oposição, dizem os entendidos em política.

QUE SE VÁ

Ainda essa semana, o governador Belivaldo Chagas poderá fazer com Fábio Henrique, o mesmo que fez com Heleno Silva. Exonerar todos os cargos comissionados por ele indicados. Conselheiros políticos do governo têm dito a Belivaldo que o radialista já teria decidido acompanhar a oposição e estaria retardando o anúncio, para aproveitar o máximo do poder. Faz sentido.

INALDO VAI DE GOVERNO

Não tem mais jeito. O prefeito de Socorro, Padre Inaldo (PC do B) decidiu apoiar o projeto de reeleição do governador Belivaldo Chagas (MDB). A amigos teria confessado que chegou a pensar em votar com Eduardo Amorim, mas reclamou que o senador não lhe deu a atenção necessária.

INALDO VAI DE GOVERNO II

O fato do governador ter garantido investir milhões em pavimentação no seu município também pesou para a decisão de Inaldo. Com índices baixos de satisfação, o Chefe do Executivo, acredita que, com essas obras, poderá reverter o quadro. Essa posição do comunista, também reforça o afastamento do ex-prefeito Fábio Henrique da base governista. Não combina os dois no mesmo palanque.

ASSEMBLEIA DE DEUS UNIDA COM PASTOR ANTÔNIO

Se enganou os que pensaram que a Igreja Assembleia de Deus estaria dividida no apoio à pré-candidatura do Pastor Antônio dos Santos (PSC) a deputado federal. Durante alguns eventos deste final de semana que passou, dos quais participou o presidente, Pastor Virgínio de Carvalho, ficou clara a união dos líderes em torno do nome de Antônio.

ASSEMBLEIA DE DEUS UNIDA COM PASTOR ANTONIO II

Na sexta-feira, durante a posse do novo líder da Igreja de Canindé do São Francisco, Pastor Almésio, essa união em torno do Pastor Antônio ficou mais evidenciada, quando foi apesentado a todos os presentes, sob os aplausos do líder maior da Igreja e de todos os pastores presentes. No domingo, mais de 400 líderes se reuniram para tratar de assuntos da denominação, mas o assunto voltou a ser abordado e a união em torno de Antônio, confirmada.

EVALDO CAMPOS

Domingo, 07, o jurista Evaldo Campos concedeu uma entrevista na Rádio Xingó FM, em Canindé do São Francisco e reafirmou sua pré-candidatura a deputado federal. Tem como bandeira, o combate a corrupção e apoio total a Operação Lava Jato.

JONY COLHE O QUE PLANTOU

O deputado federal Jony Matos (PRB) tem encontrado dificuldade para confirmar apoio ao seu projeto de reeleição em vários grupos evangélicos, que estiveram com ele há quatro anos atrás. Líderes afirmam que Jony, ao se eleger, virou as costas para esses seguimentos, esquecendo todas as promessas que fez. Um deles, o M 12 já confirmou apoio ao Pastor Antônio dos Santos (PSC). O deputado encontra resistência inclusive dentro da Igreja Universal.

  Editoria: