Transparência é essencial para liberdade de imprensa, segundo presidente da Alese

junho 07 14:35 2022

Em 1977, quase três mil jornalistas assinaram um manifesto exigindo o fim da censura à imprensa e à restrição da liberdade de informação. O documento, publicado no Boletim da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), informava a respeito da apreensão de edições inteiras de periódicos, além de comunicados omissos do Governo e a ameaça representada pelo ato institucional 5 (AI-5), que iniciou o pior momento da ditadura brasileira. A data ensejou o Dia Nacional da Liberdade de Imprensa, celebrado neste 7 de junho.

A ditadura militar ocorreu entre os anos de 1964 e 1985. A professora do programa de pós-graduação em ciências da comunicação da Universidade de São Paulo (USP), Roseli Fígaro, diz em um artigo, publicado em 2014 na Revista Científica de Comunicação Social da FIAM-FAM, que o direito à informação é um direito humano, consagrado pela Constituição Federal e pela Declaração Universal dos Direitos Humanos.

O presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe, deputado Luciano Bispo, lembrou o momento em que esteve a frente do trabalho com a TV Alese, como forma de dar transparência aos assuntos tratados na Casa. A emissora ganhou um canal em TV aberta para que os sergipanos pudessem acompanhar as sessões legislativas e todo o assunto relacionado.

“A minha vida inteira eu tenho dedicado à liberdade, hoje essa data importante, me faz lembrar quando cheguei na Alese e solicitei a abertura de sinal da TV Alese para o Estado e continuo insistindo na ampliação com os técnicos da Alese. Hoje, seja através do sinal que chega na televisão de cada um, seja através das redes sociais, como no Youtube, ou pelo rádio a população pode acessar e ver o que dizemos no dia a dia no Plenário. A transparência é aliada da liberdade de imprensa, porque sem uma imprensa livre não fortalecemos a democracia”, falou.

Ele ainda salientou que é direito e dever de todos os deputados falar e ser ouvidos pela população. Os parlamentares são os representantes do povo e, por isso, devem ter espaço para que as pessoas conheçam suas ideias, assim como os sergipanos podem falar com eles.

“Todos os deputados na Alese têm o direito de dizer o que pensa e a população o direito de saber. A ampliação e acesso da Comunicação da Alese garante essa liberdade não só para a imprensa, mas para todo e qualquer cidadão sergipano. Sem uma imprensa livre não podemos fortalecer a democracia que é constituída de direitos, deveres e principalmente de respeitar as diferenças e estabelecer o diálogo sempre. E, enquanto parlamentar e presidente desta Casa Legislativa tenho o dever de consolidar ainda mais os direitos do povo e um povo que tem a imprensa livre também é livre”, afirmou.

O diretor de comunicação da Alese, Irineu Fontes, destacou a importância da data. Ele disse que é preciso deixar viva na memória dos brasileiros a necessidade de se ter uma imprensa livre para que a sociedade esteja devidamente informada sobre o que acontece nas ruas, nas esferas políticas e nos poderes constituídos como um todo.

“A imprensa livre é fundamental para qualquer forma de governo, sem liberdade não há democracia, sem democracia um povo não tem acesso à informação verdadeira e real, liberdade é essencial para a construção de uma sociedade que respeite as diferenças, o diálogo solidificando direitos e deveres”, afirmou.

Em discurso na Câmara dos Deputados, nesta terça-feira, 7, a presidente da ABC Pública, Cláudia Lemos, falou o jornalismo serve para observar a realidade, destacar dela o que é relevante, construir relatos que permitam compreender o mundo, provocar o debate e ampliar a transparência entre todos os poderes, o que só pode ser feito com liberdade.

“A liberdade de imprensa ilumina a democracia e ajuda a prosperar. Sem imprensa livre não existe democracia, como tão pouco existe imprensa livre sem democracia. O parlamento é a sede da democracia, seu pluralismo que representa interesses diversos e divergentes permite construir os consensos que possibilitam a vida em sociedade”, declarou.

Foto: Arquivo

Por Wênia Bandeira

 

  Editoria: