Terceiro acusado por morte de vigilante morre em confronto em Capela

outubro 11 08:03 2019 Imprimir Conteúdo

Segundo as investigações, acusado queria cabeça da vítima como prêmio

O terceiro envolvido no assassinato do vigilante Mario Sergio, em Capela, foi localizado pela polícia na tarde desta quinta-feira (10).

As investigações apontaram que Fabio da Silva Souza, conhecido como “Fabio Arapiraca”, teria pedido a cabeça da vítima como prêmio.

O vigilante foi morto a facadas e teve a língua e a mão decepadas na ação criminosa. Dois outros envolvidos já tinham sido localizados, um deles entrou em confronto com a polícia e outro se entregou na delegacia.

À época, o delegado Wanderson Bastos detalhou, em entrevista coletiva, que a vítima foi morta por vingança. “A motivação do crime foi vingança e por isso a vítima foi assassinada, pois para os acusados ele era uma ameaça para os criminosos da região”, explicou.

O grupo criminoso só não conseguiu cumprir a ordem de Fabio porque não houve tempo e condições para isso. Diante de todas as circunstâncias, foi representada a prisão, que foi deferida pelo Poder Judiciário.

As equipes iniciaram as buscas, em Capela, e deram voz de prisão a ele. No entanto, o acusado reagiu disparando várias vezes contra os policiais. Houve confronto, ele foi atingido, mas não resistiu. Com Fabio, a polícia apreendeu um revólver calibre 32.

Fabio era ex-presidiário e já tinha cumprido pena no sistema prisional alagoano por porte ilegal de arma de fogo e violência contra a mulher. A ação policial contou com a participação de policiais do 9º Batalhão de Polícia Militar (9º BPM), da Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Copci) e da Delegacia de Capela.

Informações e foto SSP

  Editoria: