Tenente PM Ilka Santos Gomes é pré-candidata a deputada estadual

Tenente PM Ilka Santos Gomes é pré-candidata a deputada estadual
junho 14 05:03 2022

 

A Tenente PM Ilka Santos Gomes, pré-candidata a deputada estadual concedeu entrevista ao blog Espaço Militar e falou de seus planos para a eleição deste ano.

Durante a entrevista, a tenente Ilka disse que “pensei que chegou a hora de lançar meu nome e deixar a disposição dos sergipanos, para ter a oportunidade de legislar a seu favor”.

Veja a entrevista na íntegra

O que levou você a se lançar pré-candidata a deputada estadual?

Resposta: É difícil de expressar, mas explico, é um sentimento de comprometimento com a sociedade sergipana, uma missão, sempre estive inserida em algumas causas sociais, desde o tempo de escola do ensino fundamental maior ao ensino médio, e nível superior, atualmente como funcionária pública, policial militar, pensei que chegou a hora de lançar meu nome e deixar a disposição dos sergipanos, para ter a oportunidade de legislar a seu favor.

Qual a importância de uma mulher militar na assembleia legislativa do Estado de Sergipe?

Resposta: Será um marco histórico, teremos uma mulher, mãe, policial militar, sergipana, que sabe das necessidades do seu povo, conheço a maioria dos municípios sergipanos, com isso pretendo realizar e fiscalizar as políticas públicas para todos os sergipanos, como representante de classe, lutarei pelos agentes da segurança pública mantendo seus direitos, e juntos construiremos projetos que insiram melhorias em suas carreiras e salários.

Quais suas principais propostas?

Resposta: Projeto para construir ou reformar a estrutura de escolas estaduais, para o ensino médio, com o tempo integral, precatório para o Enem, solicitando investimentos do governo do estado também para construção de quadras esportivas, para o incentivo e a prática de atividades físicas pelos jovens, em todos os municípios.

Projeto para a construção de uma Universidade Estadual.

Ser a porta-voz dos sergipanos, para que se cumpram as políticas públicas em diversas áreas, que não fiquem só no papel, que a fiscalização do seu cumprimento seja efetiva.

A sociedade sergipana tem que ter em mente que valorizando o profissional da segurança pública, teremos uma segurança mais eficiente e preparada para lidar com o público e prender com celeridade os criminosos.

Pretendo a princípio lutar pelo o não pagamento do desconto dos 14% do salário dos militares da reserva remunerada, reformados e pensionistas, não possuímos aposentadoria especial, pelo contrário nós não seguimos a CLT com isso não temos os mesmos benefícios que os outros trabalhadores possuem, basta fazer uma pesquisa.

Assumirei o compromisso de lutar pelo projeto da promoção requerida, nada mais justo, pois o governo tirou o direito da promoção imediata, com a promessa que cumpriria o que está na constituição federal que seria o pagamento do linear anual, nada mais justo de compensar essa perda.

Pretendo construir um projeto que seja reestruturado o pagamento correto do subsídio do 3º Sargento, essa classe policial militar tiveram perdas e ninguém construiu algo para reparar os danos salariais.

Pretendo fiscalizar o governo sobre seus investimentos em segurança pública, os prédios estão insalubres, os profissionais estão desvalorizados em sua própria casa; indicarei recursos para as unidades operacionais e especializadas.

Projeto de organização da carreira e reestruturação administrativa com o seu sistema de gestão.

Pretendo acolher o policial militar que está na vulnerabilidade psicossocial, acompanhamento do policial e seus familiares.

Pretendo fazer um projeto em que a instituição policial militar realize exames médicos, palestras e cursos técnicos profissionalizantes, para os policiais militares que estiverem próximo a sua reserva remunerada.

Pretendo realizar um projeto que contemple os policiais que são voluntários para trabalhar pelo BESP, um quadro especial, para que eles sejam promovidos a depender do tempo da sua contribuição como profissional da segurança pública na atividade.

Tenho várias questões para explanar, mas esses são os principais projetos que pretendo realizar, claro que estarei de portas abertas para os representantes de classes, ouvir e procurar melhorias para o servidor público.

Como Operadora da Segurança Pública, como você vê essa mesma segurança pública em nosso país e em especial em nosso estado?

Resposta: Vejo como uma área necessária, e isso é óbvio, ela é o braço armado do estado onde reprime os transgressores da lei, nós temos leis severas, portanto a missão de todos os policiais é o cumprimento da garantia da paz e a ordem, somos instituições fortes e continuaremos fortes, sobre algumas leis que prejudicam a sociedade, cabe a população votar em seus representantes dos poderes legislativo que tenha compromisso em criar leis favoráveis para os homens e mulheres de bem, atualmente assistimos inversão de valores, com as brechas que existem nas leis aprovadas no senado e nas câmaras federal e estaduais, para assegurar o cumprimento da justiça mais efetiva, cabe a população votar em quem tenha o compromisso de benefícios que assegure a proteção da população brasileira.

Na sua opinião, qual o motivo de termos um quadro reduzido de mulheres na política com mandato?

Resposta:

Repercussão das suas candidatas na mídia, observo que poucas mulheres são chamadas para opinar, para explanar suas ideias, suas sugestões, ainda temos que quebrar esse tabu social, de sermos inseridas na política, e inclusive a concorrer cargos majoritários.

Na sua opinião, qual a importância da política na vida do povo brasileiro?

Resposta: Falo sempre que se o povo conhecer o poder que tem o seu voto, procuraria o candidato que tenha projetos que beneficie toda a sociedade, vivemos uma democracia onde seu principal conceito é que o poder emana do povo, atualmente o povo brasileiro está mais inserido na política, com o desenvolvimento das novas tecnologias, a sociedade está mais interessada, as redes sociais informam de forma célere toda uma conjuntura partidária, tenho certeza que o povo brasileiro está mais politizado, tem conhecimento dos seus direitos, deveres e buscam saber sobre tudo que interessa em sua vida para convivência social.

Que avaliação você faz da política a nível nacional e a nível de Sergipe?

Resposta: Nível nacional tivemos um momento difícil sobre a pandemia, movidos por incertezas, era um inimigo invisível e desconhecido, tivemos várias perdas, mas assisti que o governo federal fez o seu papel distribuindo investimentos em erário público, vacinas e etc.; atualmente passamos por uma crise econômica mundial, onde o Brasil tem demonstrado cautela e comprometimento com o povo brasileiro, confio no atual governo federal presidido por Jair Messias Bolsonaro.

A política de Sergipe sinceramente está uma mistura de interesses variados, quem era esquerda agora é direita e quem era de direita partindo para esquerda, o povo sergipano está desacreditado com seus representantes, pelo menos observo no legislativo, senadores, e seus deputados estaduais e federais, sobre o governo, estou assistindo o grito do povo por mudanças, vamos assistir à finalização da voz do povo no dia em que descobriremos na apuração dos votos o próximo governador do Estado de Sergipe.

A entrevista da tenente Ilka é do blog Espaço Militar

  Editoria: