TCE realiza estudo técnico com municípios que se destacaram no Ideb

TCE realiza estudo técnico com municípios que se destacaram no Ideb
janeiro 16 05:54 2019 Imprimir Conteúdo

 

Motivada por deliberação do Pleno do Tribunal de Contas do Estado (TCE), a partir de um estudo técnico do Ministério Público de Contas sobre a eficiência na Educação em Sergipe, a Diretoria de Controle Externo de Obras e Serviços (Dceos), através da Coordenadoria de Auditoria Operacional, realizou na manhã desta terça-feira, 15, mais um estudo técnico com os municípios que se destacaram no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Participaram da reunião na Escola de Contas representantes de Tobias Barreto, Poço Verde, Graccho Cardoso, Japaratuba e Canhoba. Antes, houve reunião ainda com Itabaianinha e Amparo de São Francisco.

“Estamos estudando indicadores de alguns municípios e a Política de Educação e identificamos os municípios que tiveram o Ideb mais alto. Foram convidados representantes destes municípios para uma conversa com o Tribunal para entender o que estão fazendo de boas práticas, atos, normas, e saber os motivos que levaram estes municípios terem melhores resultados do que os outros”, explica Fernando Marcelino, coordenador de auditoria operacional do TCE.

A participação da comunidade na escola, valorização do professor, tanto na capacitação como remuneração, estruturação física adequada, merenda escolar de qualidade e o bom controle da gestão entre diretores, secretários e prefeito foram alguns dos fatores positivos detectados durante a reunião que são práticas comuns entre os municípios com os melhores desempenhos no Ideb.

Aproximação do TCE

Para a diretora de Ensino Pedagógico de Japaratuba, Lilia Cristiane, é importante a aproximação do Tribunal de Contas com os municípios para se preocupar com a estrutura pedagógica. “Esperamos que isto venha a ajudar para que possamos desenvolver mais no processo de ensino e aprendizagem das nossas crianças”, declara a diretora, que se preocupa com o número baixo de alunos nas escolas. “Este fator vem acarretando muito a nossa desenvoltura dentro do nosso contexto como de lotação de professores e estruturação, mas buscamos resolver este problema e estamos fazendo esta parceria de colaboração entre Município, Estado e Rede Privada”, pontua.

Na avaliação do coordenador escolar de Graccho Cardoso, Milton Terto, a iniciativa do Tribunal de trocar conhecimento, ideias e encontrar caminhos para melhorar a relação da educação é válida e bem-vinda. “Apesar de serem criadas muitas ferramentas para ajudar, nós vivemos tempos de índices baixos na Educação. Por isso, precisamos muito destas discussões para saber onde podemos melhorar e o que o outro está fazendo de melhor. Não podemos querer um país desenvolvido se não melhorarmos a educação”, afirma.

O próximo passo da Coordenadoria de Auditoria Operacional do TCE será catalogar todas as respostas obtidas na reunião, combinar um estudo de indicadores, se reunir com a Secretaria de Estado da Educação e o relatório final deste estudo será entregue à Presidência e posteriormente submetido ao Pleno do TCE.

Fonte e foto TCE

  Editoria: