Sintasa espera que nova secretária da SES atenda os pleitos dos profissionais da saúde

Maio 14 07:12 2020 Imprimir Conteúdo

O Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa) protocolou o ofício no 75/2020 reivindicado da nova secretária de Estado da Saúde, Mércia Feitosa, para que possa dar uma atenção especial aos servidores da saúde, sobretudo, da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS), que estão há mais de 6 anos sem reajuste salarial e sem novo Acordo Coletivo de Trabalho (ACT). A entrega foi feita, nessa segunda-feira, 11, na sede da Secretaria.

O documento enviado pelo Sintasa conta com a reivindicação de 40% de insalubridade, R$ 600,00 de tíquete-alimentação e o cumprimento das 30horas semanais, visto que os servidores das outras fundações (Funesa e Parreiras Horta) já foram contemplados com as 30horas e com o auxílio-alimentação proposto acima.

“Além da preocupação diária com a saúde e segurança da categoria, o Sintasa não tem medido esforços para conseguir mais benefícios para todos, sobretudo, para os servidores da FHS que está há muito tempo sem reajuste salarial e nem Acordo Coletivo do Trabalho, sendo o último firmando somente em 2011. Esperamos que a nova secretária esteja sensível a esta causa tão significativa e justa, sobretudo, neste tempo de pandemia, visto que são estes profissionais que estão na linha de frente para combater a Covid-19”, afirma Augusto Couto, presidente do Sintasa.

Entenda o caso

A construção do novo Acordo Coletivo estava em franca evolução até o surgimento do coronavírus em março deste ano. Até lá, as negociações estavam adiantadas, inclusive, com o prazo da SES de cumprir alguns pontos da contraproposta do ACT até o dia 30 de março, sendo que caso não fosse nada deliberado haveria uma paralisação de 72h a partir do dia 6 de abril.

Contudo, diante do imprevisto da pandemia e da saída do secretário anterior, Valberto Oliveira, o Sintasa espera que haja avanço nas negociações e as demandas solicitadas sejam atendidas como forma do Governo do Estado demonstrar todo reconhecimento pelos fundamentais trabalhos exercidos pelos profissionais da saúde.

Fonte Sintasa

  Editoria: