Sindiserv Poço verde denuncia apropriação de mensalidades sindicais pela prefeitura

Sindiserv Poço verde denuncia apropriação de mensalidades sindicais pela prefeitura
janeiro 21 07:01 2020 Imprimir Conteúdo

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Poço Verde Sindiserv Poço Verde) denuncia a apropriação por parte da Prefeitura Municipal das mensalidades pagas pelos servidores ao sindicato. De acordo com o presidente do Sindiserv e diretor de comunicação da FETAM Sergipe, Jackson Ribeiro, desde o mês de setembro a gestão municipal não repassa os recursos para a entidade sindical.

“A falta de repasse e os episódios frequentes de assédio moral mostram que o prefeito Iggor Oliveira tem se sentido pressionado pela organização dos trabalhadores, e por isso tenta enfraquecer nosso sindicato. Mas nossa categoria está firme no que acredita e defende. Na verdade, essas atitudes apenas reforçam para nós a necessidade de lutar, e nos confere ainda mais energia para as nossas batalhas cotidianas”, destacou Jackson.

Outra pauta da categoria é o reajuste salarial de 2020. Desde novembro do ano passado, o sindicato encaminhou ofícios para a prefeitura a fim de dar início às negociações do reajuste anual. “O nosso estatuto diz as negociações devem iniciar 30 dias antes da data base, que é dia 01 de janeiro. Assim fizemos, mas a gestão até o momento não deu nenhum tipo de resposta”, apontou o presidente do sindicato.

Apesar de o município possuir uma Lei que garante o pagamento dos servidores municipais até o ultimo dia do mês trabalhado, a gestão vem, reiteradamente, atrasando os salários. “Todos os meses os servidores recebem a partir do dia 10 do mês subsequente”, lamentou Jackson.

Diante destas e outras diversas irregularidades cometidas pela Prefeitura de Poço Verde contra os trabalhadores, os servidores públicos do município realizaram, neste sábado, 18, um ato público em frente à sede do Sindiserv Poço Verde.

Após debater a respeito do descaso da gestão municipal com a categoria, os servidores municipais decidiram que não ficarão de braços cruzados diante de tantas injustiças e que, portanto, irão adotar atitudes mais incisivas para tentar reaver os direitos perdidos. A categoria reivindica ainda melhores condições de trabalho, luta contra o acúmulo de cargos e contra as diversas negativas de licenças prêmio a trabalhadores, direito assegurado no Estatuto do Servidor Municipal.

Por Débora Melo

Foto assessoria

  Editoria: