Servidora conta como os serviços do Ipesaúde fazem parte da sua vida ao longo dos anos

Servidora conta como os serviços do Ipesaúde fazem parte da sua vida ao longo dos anos
julho 03 17:02 2019 Imprimir Conteúdo

O relato da servidora reforça o objetivo do governo do Estado, através do Ipesaúde, de proporcionar aos beneficiários um acolhimento cada vez mais fortalecido, por meio das unidades próprias na capital e interior, assistência odontológica sem custo adicional, marcação de consultas e exames diretamente nas clínicas, urgência e emergência 24 horas, setores de pediatria, saúde mental, reabilitação e endocrinologia, perícia e ouvidoria

Professora da rede estadual, Maria Carneiro de Almeida Cunha, tem 62 anos e há 40 é beneficiária do Ipesaúde. Utilizando os serviços da autarquia ao logo desse tempo, ela conta como continua sendo a experiência. “Posso dizer que o sentimento é de orgulho por acompanhar o crescimento, além de ser muito gratificante poder contar com assistência de qualidade e atendimento nas mais diversas especialidades”, disse.

O relato da servidora reforça o objetivo do governo do Estado, através do Ipesaúde, de proporcionar aos beneficiários um acolhimento cada vez mais fortalecido, por meio das unidades próprias na capital e interior, assistência odontológica sem custo adicional, marcação de consultas e exames diretamente nas clínicas, urgência e emergência 24 horas, setores de pediatria, saúde mental, reabilitação e endocrinologia, perícia e ouvidoria. Serviços que a beneficiária Maria Carneiro afirma conhecer de perto.

“Já passei por muitos atendimentos e tenho percebido as gratas mudanças, como o local do Centro Odontológico e mais recentemente a unidade de urgência, que me deixou muito encantada. Mas minha relação com o Ipesaúde vai além das consultas de rotina. No nascimento das minhas filhas, Patrícia, Ana Luiza e Leilane, momentos de maior alegria na minha vida, pude ter total assistência e isso será algo que jamais esquecerei. De lá pra cá, segui buscando o que tivesse de melhor pra minha família e em relação a serviços do Ipesaúde, elas tiveram com toda certeza”, conta.

De acordo com a professora, além das filhas, o marido também utilizou os serviços do Ipesaúde, como a realização de procedimentos cirúrgicos que foram primordiais. Já as filhas, que foram dependentes até atingirem a idade estabelecida para a modalidade, atualmente são servidoras e estão retornando ao Ipesaúde, com a certeza de que continuarão sendo assistidas por uma equipe pronta para oferecer suporte diante de qualquer eventualidade.

A professora Maria Carneiro finalizou seu relato ressaltando que seguirá acompanhando e torcendo pelos avanços da autarquia. “Fazer parte do Ipesaúde é ter a certeza de que estamos cuidando bem da gente e das pessoas que amamos. Nós precisamos fazer tudo que estiver ao nosso alcance e, acima de tudo, aproveitar o que está sendo disponibilizado. Agradeço muito a todos do Ipesaúde que nos tratam tão bem. Posso dizer, por experiência própria, que temos uma grande oportunidade enquanto beneficiários por tudo que nos é disponibilizado”, completou.

Fonte e foto assessoria

  Editoria: