SergipePrevidência passará a funcionar no Palácio Serigy a partir desta segunda

SergipePrevidência passará a funcionar no Palácio Serigy a partir desta segunda
setembro 30 06:35 2019 Imprimir Conteúdo

Antiga sede na Praça da Bandeira será desativada

A partir desta segunda-feira, dia 30 de setembro, os aposentados e pensionistas segurados do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Sergipe (SergipePrevidência), serão atendidos na nova sede do órgão, localizada no andar térreo do Palácio Serigy, na Praça General Valadão, Centro.

Na nova sede o SergipePrevidência estará em um local de melhor acesso para toda a população – tanto da capital, quanto do interior – por estar localizado no centro de Aracaju. Além disso, a sede no Palácio Serigy poderá dar um novo fôlego ao centro comercial de Aracaju, visto que, em 2018, foram contabilizados mais de 60 mil atendimentos presenciais na sede localizada na Praça da Bandeira. Atualmente, o SergipePrevidência possui mais de 34 mil aposentados e pensionistas como usuários.

“Buscamos um prédio que fosse do Governo do estado, e que estivesse em uma boa localização. O Palácio Serigy é o espaço ideal, pois une esses fatores e muitos outros, e irá ser um local onde iremos oferecer com melhor qualidade nossos serviços, além de integrar outras atividades para nossos segurados”, afirma o diretor presidente do órgão, José Roberto de Lima. Ele informa ainda que a mudança acontecerá no dia 27, sendo assim, não haverá atendimento para os segurados em nenhuma das unidades.

A partir de 2020, serão desenvolvidas no Palácio Serigy várias ações para os segurados, como a realização de atividades lúdicas (canto, dança, pintura e artesanato). O local conta ainda com uma área verde que servirá para exposições de artes produzidas por eles. Todas estas ações contarão com a parceria do Banese, no funcionamento do projeto, e da Universidade Federal de Sergipe, com apoio de facilitadores. “Nosso objetivo é que a sede passe a ser um local também de descanso e lazer para nossos usuários”, finaliza José Roberto.

  Editoria: