Sergipe domina o ranking e se mantém com a 1ª colocação em mais um mês

Sergipe domina o ranking e se mantém com a 1ª colocação em mais um mês
maio 06 09:38 2022

 

Pela sétima vez consecutiva, o estado de Sergipe libera o ranking como o mais rápido na abertura de empresas.

Sergipe se destaca e, mais uma vez, conquista a primeira colocação no ranking das unidades federativas que registraram os seus tempos de abertura de empresa. Com o tempo médio de 14 horas e 34 minutos, deixou para trás os estados do Espírito Santo, com a segunda colocação, com o tempo de 18 horas e 34 minutos e o Paraná com a terceira colocação, com o tempo de 18 horas e 38 minutos.

A desburocratização do registro empresarial é a principal razão para obtenção desse resultado, tendo em vista que o Governo do Estado, através da Junta Comercial, introduziu várias ações para tornar o processo ainda mais rápido. Todos os esforços garantiram que Sergipe ocupasse o primeiro lugar no ranking de estado mais rápido para se abrir uma empresa entre as demais unidades federativas.

Depois da instalação de uma série de mecanismos tecnológicos, que foram iniciados desde 2019, para facilitar cada vez mais a abertura, alteração e até mesmo baixa de uma empresa, os serviços ofertados pela Junta Comercial do Estado de Sergipe (Jucese) e demais órgãos relacionados, colocaram o estado de Sergipe na primeira colocação na abertura de empresas em todo o país.

A autarquia é apenas mais um órgão do Governo do Estado que contribui significativamente para as novas constituições. Ao lado dos demais órgãos, a Jucese busca oferecer um serviço desburocratizado. Agora, esse tempo deve melhorar ainda mais, pois a Prefeitura de Aracaju aderiu, através da Junta, ao sistema de deferimento automático. Esta mudança trará uma velocidade grande aos serviços ofertados para os clientes.

Pelo sétimo mês consecutivo, o estado foi destaque pela agilidade na abertura de novas empresas. Os dados são da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (REDESIM).

Fonte e foto assessoria

  Editoria: