Senador Rogério Carvalho participará de diligência da Comissão de Direitos Humanos do Senado em Sergipe

Senador Rogério Carvalho participará de diligência da Comissão de Direitos Humanos do Senado em Sergipe
junho 02 04:31 2022

 

Circunstâncias que levaram à morte de Genivaldo de Jesus serão apuradas pelos senadores

A Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado realizará diligência em Sergipe, nos próximos dias 13 e 14, nos municípios de Umbaúba e Aracaju, para apurar as circunstâncias da morte do aposentado Genivaldo de Jesus Santos. O requerimento para a realização da diligência, de autoria do senador Humberto Costa (PT/PE), foi aprovado na Comissão, na sessão desta quarta-feira, dia 1. O senador Rogério Carvalho acompanhará a comitiva da CDH.

Genivaldo foi assassinado durante uma abordagem feita por policiais rodoviários federais, no último dia 25, no trecho da BR-101, em Umbaúba, quando foi parado por estar conduzindo sua motocicleta sem fazer uso de capacete de segurança. Ele tinha 38 anos e sofria de transtornos mentais.

As cenas de violência praticada pelos policiais e de tortura dentro da viatura da Polícia Rodoviária Federal (PRF), inclusive com uso de spray de pimenta e gás lacrimogêneo, chocaram os brasileiros e ganharam repercussão internacional, com pedidos de apuração por vários órgãos e entidades de direitos humanos, a exemplo da Organização das Nações Unidas (ONU).

De acordo com o senador Rogério, a realização dessa diligência em Sergipe é muito importante para evitar que assassinatos como esses voltem a ocorrer. “Os membros da Comissão de Direitos Humanos do Senado estarão em Sergipe, na cidade de Aracaju e Umbaúba, para buscar mais informações sobre o episódio que levou à morte Genivaldo. Estaremos juntos com essa Comissão acompanhando os trabalhos”, disse.

Ele ressaltou que a polícia tem o papel de proteger o cidadão, não de matar. “E o que vimos no caso Genivaldo foi um assassinato. A vítima estava desarmada, era uma pessoa com transtorno mental, quem estava próximo avisou sobre essa condição dele e ele já estava imobilizado. O que fizeram ao colocá-lo no porta-malas da viatura policial e jogar gás foi cruel e criminoso”, observou o senador, que é pré-candidato ao governo de Sergipe.

Indenização

Rogério Carvalho é um dos autores do projeto de lei 1388/2022, que prevê o pagamento de indenização no valor de R$ 1 milhão à viúva, Maria Fabiana dos Santos, por erro do Estado, sem que isso traga prejuízo a outros valores que venham a ser recebidos por ações contra a União. A propositura também trata do pagamento de pensão especial vitalícia à viúva e uma pensão temporária ao filho Enzo de Jesus Santos, no valor de R$ 1.212, cada, que devem ser reajustadas pelo índice adotado para as demais pensões do Tesouro Nacional. A pensão temporária ao filho deve ser paga até que ele complete 21 anos de idade, ou até 24, se nesse período ele estiver matriculado no ensino técnico ou superior.

Foto: Pedro França/Agência Senado

Por Edjane Oliveira

  Editoria: