Senador Alessandro destaca necessidade do Brasil se preparar para segunda onda da Covid-19

Senador Alessandro destaca necessidade do Brasil se preparar para segunda onda da Covid-19
novembro 06 13:40 2020 Imprimir Conteúdo

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) chamou a atenção para a iminência da segunda onda da Covid-19 no Brasil e o agravamento da crise econômica em 2021. Para Vieira, a paralisia da agenda de reformas no Congresso e a lentidão na criação de um programa social ampliado para substituir o auxílio emergencial são reflexos da tendência do governo de “empurrar os problemas com a barriga”.

“A pandemia voltando no mundo todo e a crise econômica que já é gravíssima vai ser dramática em 2021. Enquanto isso, as autoridades que poderiam dar respostas se perdem em projetos pessoais e em boçalidades nas redes sociais. O maior símbolo é a incapacidade de votar o Orçamento”, alerta o senador.

Alessandro Vieira atenta que a proximidade da segunda onda do coronavírus – que já fechou diversos países europeus – pode ser a justificativa para a decretação de um novo estado de calamidade, o que permitirá ao governo esquecer metas fiscais também em 2021 e retirar do limite do teto os gastos com benefícios sociais e estímulos ao emprego para reagir à pandemia.

Os impactos financeiros e econômicos da pandemia no Brasil são gritantes. O país está com uma dívida de mais de 90% do PIB. “Entendo que o mundo político não quer fazer terrorismo com a população, já falando em segunda onda, já que não sabemos quando ou se ela chegará ao Brasil. Mas o fato é que é nossa responsabilidade, ao menos desta vez, nos prepararmos para ela”, destaca o senador Alessandro.

Foto  assessoria

  Editoria: