São João da Gente Sergipana 2022 tem foco em ações educativas   

junho 14 11:30 2022

 

A programação, realizada pelo Instituto Banese, através do Museu da Gente Sergipana, será marcada por homenagens, oficinas, receptivo especial no museu, além de experiência extramuros

A época do ano mais marcante para nordestinos e sergipanos já chegou. Período que aviva cores, sons, sabores e aromas. Mês que provoca encanto e desperta o orgulho de ser do nordeste. No Museu da Gente Sergipana Gov. Marcelo Déda, festejar o mês junino é uma tradição celebrada das mais variadas formas. Esse ano, os significados e a memória darão o ritmo ao São João da Gente Sergipana, através de ações educativas. A partir do dia 18 de junho, homenagens, oficinas, receptivo especial para visitantes do museu e ação extramuros compõem a programação.

Nesse que é o primeiro festejo junino após o Forró se tornar patrimônio cultural imaterial do Brasil, declarado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), reforçar a importância que essa época tem para o nordeste e para Sergipe é ainda mais especial. Viver essa cultura é dançar, cantar, saborear comidas típicas, mas é também reconhecer e valorizar as tradições, os personagens e lugares marcantes da história junina.

No primeiro dia de programação, 18 (sábado), o convite é para sair do museu e bater perna por Aracaju. Em parceria com o Expressão Sergipana e sob a orientação do professor e historiador Osvaldo Neto e do guia de turismo Elias Ramos, memórias e lugares do São João de rua de Aracaju serão visitados através de um roteiro que inclui as marcantes e tradicionais festas de São João na capital. A atividade tem vagas limitadas e a inscrição é gratuita. Para participar é necessário se inscrever na plataforma de agendamento de visitas ao museu, no site www.museudagentesergipana.com.br.

Para as damas e os cavalheiros, a programação oferece ainda oficinas de danças tradicionais dos festejos juninos, preparando todo mundo para o caminho da festa. No dia 21 (terça), às 15h, acontecerá a Oficina de dança – Quadrilha Junina, com o professor André Camilo, e no dia 22 (quarta), também às 15h, tem Oficina de dança – Ritmo de Forró, com o professor Gladston Santos. A inscrição é gratuita e também pode ser feita na plataforma de agendamento, no site do museu.

Já a homenagem desse ano é dedicada a uma artista sergipana consagrada como uma das principais vozes do forró eletrônico: Paulinha Abelha. Cantora da Calcinha Preta, banda que projetou Sergipe para todo o país, e uma das convidadas com participação brilhante no programa São João da Gente Sergipana – Nós e Eles pra Sempre’ em 2021, Paulinha tem uma trajetória marcada por grande contribuição com o cenário do forró em Sergipe. E para eternizar seu legado, no dia 23 (quinta), às 10h30, receberá uma justa homenagem do Museu da Gente Sergipana.

E nos dias mais festivos desse mês quando é celebrado o santo mais popular do nordeste, São João, os visitantes do museu serão recebidos com muito forró. Com a sanfona, o triângulo e a zabumba em sintonia, nos dias 23, 24 e também 25, às 10h, trios pé de serra animarão a chegada dos primeiros visitantes. Trio Zumbido no Ouvido, dia 23 (quinta), Sertrio do Forró, dia 24 (sexta) e Trio Jaçanã, dia 25 (sábado) estão escalados para fazer a festança.

Toda a programação é gratuita e aberta ao público em geral. Mais informações nas redes sociais: @museudagentesergipana_oficial e @institutobanese.

Por Tarcila Olanda

  Editoria: