Samuel defende convocação do presidente do Ipesaúde na Alese

Samuel defende convocação do presidente do Ipesaúde na Alese
dezembro 19 05:21 2019 Imprimir Conteúdo

O deputado estadual Capitão Samuel Barreto (PSC) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa, nessa quarta-feira (18), para externar sua indignação com a redução na qualidade dos serviços prestados pelo Ipesaúde para o funcionalismo público de Sergipe. O parlamentar apresentou um vídeo produzido por um servidor público sobre o flagrante em que outro servidor militar encontra-se em uma maca dentro da ambulância do Samu, na porta do Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE), esperando uma vaga para ser atendido, após não ter sido atendido na Urgência do IPES.

Samuel lembrou que os deputados estaduais aprovaram uma lei que abriu a possibilidade de diversas prefeituras e Câmaras Municipais associarem seus servidores ao Ipesaúde com a garantia de que a prestação dos serviços não ficaria comprometida. “Nós multiplicamos os beneficiários do Ipesaúde, mas os serviços prestados não foram. Temos 14 leitos no Hospital Cirurgia, quando a gente tinha o Hospital da Polícia Militar que poderia ser transformado em um Hospital do servidor público, mas não tiveram interesse”.

Em seguida, o deputado pontuou que o Ipesaúde não quis fazer os investimentos no HPM, que a unidade está fechada há três anos e os equipamentos estão se deteriorando. “Mas o Ipesaúde preferiu um cantinho no Hospital Cirurgia. Nós aumentamos em mais de 20 mil beneficiários do plano e eles reduziram a possibilidade de atendimento? Já ouvi várias pessoas reclamando! O problema é que muitas prefeituras que se associaram também não repassam o dinheiro e nem o Estado repassa todo o valor recolhido”.

“Todos os meses vem o desconto no contracheque do servidor! Agora quando precisa da instituição tem que ficar na porta aguardando vaga? Alguns exames os servidores estão esperando 90 dias. Lá atrás cobrava pouco e toda a família era atendida. Hoje os valores são compatíveis a planos de saúde privados. Aumentaram o sofrimento dos servidores”, disse Samuel, anunciando que vai apresentar um requerimento convocando o presidente do Ipesaúde para que ele vá à Alese prestar esclarecimentos.

Ele disse que os deputados podem até reprovar seu requerimento, mas ele vai dizer aos servidores que eles estão bem assistidos pelo Ipesaúde e que o presidente não precisa explicar nada para os trabalhadores. “Agora se aprovar o requerimento, a gente traz ele aqui e vai ter que explicar o que está acontecendo. Temos que mudar o entendimento dessa casa em relação a convocação de secretários! No Congresso os ministros vão lá direto! Se não tem competência para vim aqui, peça demissão e saia!”.

Por Habacuque Villacorte – Rede Alese

Foto: Jadílson Simões

  Editoria: