Samuel Carvalho é acusado de maquiar doação de campanha eleitoral

Samuel Carvalho é acusado de maquiar doação de campanha eleitoral
agosto 22 09:24 2020 Imprimir Conteúdo

Uma entrevista concedida pelo deputado estadual Samuel Carvalho a uma emissora de rádio da capital, onde sugeriu que o prefeito padre Inaldo seja investigado por conta de supostas irregularidades no comando da prefeitura acabou provocando uma resposta dura por parte da assessoria do atual gestor.

Sobre a acusação, a assessoria da prefeitura disse que “o deputado Samuel Carvalho deu tiro no próprio pé, ao fazer acusações sem provas, contra o prefeito Padre Inaldo. Caso de polícia está mais para o próprio Samuel”.

Segundo a assessoria da prefeitura de Nossa Senhora do Socorro, o então candidato Samuel Carvalho , teria usado, sem  autorização o nome de pessoas como doadores de campanha. “Ele usou como doadores de campanha, colocando na prestação de contas que cada um contribuiu com três mil reais. Essas pessoas, à época, trabalharam para ajudá-lo na eleição”, dia a assessoria informando ainda que “eles disseram que nunca doaram nada e sequer sabiam que eram doadores”.

O caso foi denunciado no Juizado da Comarca de Nossa Senhora do Socorro e também no Ministério Público Federal. “Nos autos, consta um áudio, fruto de um telefonema do chefe de gabinete do deputado, Carlos da Farmácia, como é conhecido no município,  para o Everton, confirmando que realmente houve a maquiagem de doações para fechar as contas. Carlos era Coordenador financeiro da campanha de Samuel, durante a campanha para deputado. Os processos estão em fase de citação da parte RÉ”, diz a assessoria de Inaldo.

  Editoria: