Samu inicia Plano de Contingência para os festejos juninos do Estado

Samu inicia Plano de Contingência para os festejos juninos do Estado
junho 02 07:25 2019 Imprimir Conteúdo

 

Tradição, música, bandeirolas e muita animação. Assim começam os festejos juninos de Sergipe para marcar este momento, uma das maiores e mais tradicionais festas juninas foi aberta na noite desta sexta-feira, 31: o “São João Pé no Chão”, de Areia Branca. Com intuito de assegurar os forrozeiros, o serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), deu início ao Plano de Contingência, apoiando o município.

Além dos atendimentos in loco nas praças de eventos, o Samu realiza monitoramento e prestação de assistência com foco nas pessoas que necessitam de atendimento de urgência nas estradas e rodovias. O objetivo é a diminuição do número de mortes evitáveis oferecendo garantia de acesso ao atendimento pré-hospitalar móvel. Na festa de Areia Branca, foi montado um posto com Unidades de Suporte Básico (USB) e Unidades de Suporte Avançado (USA) e veículo de intervenção rápida.

A superintendente do Samu, Conceição Mendonça, destaca que nesse momento de comemorações e tradição, o Samu está a postos para o atendimento. “Sabemos que os festejos juninos em Sergipe são eventos de massa, então,  a maioria dos municípios fazem festa, o nosso objetivo maior é proporcionar uma assistência qualificada para a população, possibilitando uma ação rápida e eficiente, sabemos que o planejamento é chave a do sucesso”, diz.

Ainda de acordo com a superintendente, há uma integração com outros órgãos. “Estamos todos unidos para o monitoramento contínuo durante todo o período junino. As câmeras do forródromo direcionam as imagem para o Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp), que repassa para a gente por meio de instrumento específico em tempo real. Temos casos específicos do São João que são as queimaduras, traumas, acidentes que aumentam gradativamente. O Samu está preparado para chegar com rapidez, eficiência e principalmente, com uma equipe qualificada”, diz.

O Secretário de Estado da Saúde, Valberto de Oliveira, marcou presença na abertura do evento e parabenizou a estrutura organizada do Samu.  “Estou constatando a presença do Samu mais uma vez, observando também o nível e o grau de organização que está impecável.  Isso garante que se caso as pessoas precisarem, haverá uma assistência qualificada. Consegui observar que na sala de estabilização, que é o nível mais crítico,  está tudo  em ordem. Vamos torcer que ninguém precise, mas se caso necessário, o serviço vai atender muito bem”, afirma.

Atendimentos

A gerente de Regulação do Samu, Karina Mendonça  chama atenção para um dado. Segundo ela,  10% de pacientes atendidos nesses festejos são menores de idade alcoolizados. “Quando atendemos esses pacientes procuramos notificar  o Conselho Tutelar. Vale ressaltar que após ser atendido, o menor só é liberado com a presença da família ou do conselho. é importante dizer que Areia Branca e Estância são as duas cidades que estão tendo abertura do forró, a gente está com todos os órgãos regionais e hospitais preparados para atender todas as ocorrências”, destaca.

Maria Nunes, moradora do município, não deixou de conferir a programação. Junto com ela estavam suas três filhas menores de idade. “Acho que se divertir é importante para todos, mas a responsabilidade não pode ser deixada de lado. Estou acompanhada com minhas filhas e acho essencial os pais se atentarem aos filhos nos festejos. Vejo que o Samu tem um papel grandioso nesses eventos, estão de prontidão para qualquer ocorrência”, destacou.

Elisangela Cardoso, do município de Nossa Senhora do Socorro disse que em uma festa tão tradicional e grande como o forró de Areia Branca ver a atuação qualificada do  Samu a deixa mais tranquila. Se  caso acontecer  algo, temos profissionais competentes para nos dar assistência, e ajudar a população. Estou com um grupo de amigos, e tem alguns bebendo, com o Samu presente e os outros órgãos fico mais tranquila para curtir a festa.

Prevenção

Na ocasião, um veículo bem conhecido também esteve presente na abertura do forró: o Camisildo. Para conscientizar as pessoas sobre a importância do sexo seguro, foram distribuídas mais de 3.000 camisinhas, além de folheto informativo e porta camisinha. O gerente do Programa IST/Aids, Almir Santana, conta que não basta entregar apenas os itens, é importante haver uma conversa prévia com as pessoas. ” O nosso objetivo é mostrar para a população a importância do preservativo para barrar as infecções sexualmente transmissíveis. Acho importante fazer parte desse momento de comemoração e de forma descontraída conscientizar as pessoas para que se crie o hábito da prevenção, isso é uma questão de saúde”, disse.

Fonte e foto SES

  Editoria: