Samu garante cobertura assistencial no segundo turno da eleição em Aracaju

Samu garante cobertura assistencial no segundo turno da eleição em Aracaju
novembro 27 12:19 2020 Imprimir Conteúdo

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192 Sergipe) vai atuar no segundo turno da eleição Municipal de Aracaju neste domingo, 29, com um contingente de 163 profissionais, 50 viaturas e uma motolância. Dez gestores também estarão mobilizados  de sobreaviso para agir, caso haja necessidade, da mesma forma que o Grupamento Tático Aéreo (GTA) estará de sobreaviso para qualquer eventualidade, segundo informou a superintendente do SAMU, Karina Mendonça.

Na Central de Regulação de Urgência (CRU) estarão atuando 11 médicos, quatro enfermeiros e mais 24 trabalhadores administrativos,  entre telefonistas auxiliares do médico regulador  (TARM,s) e rádio operadores (RO), durante as 24 horas . Na linha de frente da assistência estarão 11 Unidades de Suporte Avançado (USA’S), com 44 profissionais entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e condutores, bem como 39 Unidades de Suporte Básico (USB’S) que contará com 78 profissionais, entre condutores e técnicos de enfermagem, distribuídas pelo Estado.

Além das ambulâncias, o SAMU também contará com duas motolâncias que serão operadas por dois técnicos de enfermagem e ficarão em Aracaju, como destacou Karina Mendonça, salientando que a escala de profissionais e viaturas foi encaminhada ao Ministério Público. “Nossa torcida é para que o pleito transcorra com tranquilidade, que as pessoas sigam as leis de trânsito, não sejam imprudentes. Mas o fato é que estamos preparados para atender qualquer situação de urgência e emergência”, disse.

Apenas em Aracaju, o Samu estará com quatro Unidades de Suporte Avançado (USA’S), sendo 16 integrantes, e oito Unidades de Suporte Básico (USB’S), também com 16 profissionais, e uma equipe de Motolância, com dois integrantes, segundo salientou a superintendente, acrescentando que as equipes em operação exercerão o direito ao voto, com programação e monitoramento estabelecidos pela gestão de forma a não causar impacto na atividade do serviço e nem perdas na cobertura à assistência.

“Entendemos que este é um momento importante, com estatísticas de aumento de eventos que necessitam de nossa abordagem e assim, prezamos pelo atendimento pleno à população para que tenhamos uma cobertura segura e de qualidade durante o pleito eleitoral”, concluiu.

Ascom/SES

  Editoria: