Rogério afia o discurso de oposição

Rogério afia o discurso de oposição
maio 06 07:38 2022

Por Adiberto de Souza *

O pré-candidato a governador de Sergipe, senador Rogério Carvalho (PT), terá que se esforçar muito para calibrar o discurso de oposição. Os ensaios, iniciados desde que o fidalgo rompeu com o governo ainda não lhe garantiram a certeira pontaria verbal. Algumas vezes, as críticas feitas pelo petista à gestão do ex-aliado têm razão de ser, porém deixam dúvidas em boa parte dos sergipanos. Muitos indagam por qual motivo o PT, que esteve no governo até um dia desses – alguns vermelhinhos ainda estão – nunca fez qualquer reparo sobre os equívocos denunciados agora? Dizer que rompeu com Belivaldo porque este caiu nos braços da direita também parece um argumento impróprio para o pré-candidato petista, pois o partido dele está abraçado nacionalmente com um caminhão cheio de direitistas juramentados. Portanto, o grande adversário do pré-candidato petista será a duradoura aliança do PT dele com o governo estadual. Ademais, Rogério Carvalho terá pouco tempo para afinar o discurso, pois as eleições estão logo ali na próxima esquina do tempo. Marminino!

Sergipano na briga

O advogado sergipano Fabrício Juliano Mendes Medeiros é o segundo da lista indicada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para assumir a vaga de ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O jurista sergipano concorre à vaga destinada aos advogados, devendo a nomeação ser feita pelo presidente da República. Natural de Aracaju, Fabrício Medeiros é mestre em direito e políticas públicas pelo Centro Universitário de Brasília (UniCEUB), e especialista em direito constitucional processual pela Universidade Federal de Sergipe. Boa sorte!

Lei desrespeitada

Alguém já disse que lei é como vacina, umas pegam, outras não. Uma dessas leis desrespeitadas em Sergipe é a que obriga as casas comerciais especializadas em refeições rápidas a afixarem tabela em local visível informando os índices nutricionais e calóricos dos sanduíches. De autoria do ex-deputado estadual Gilson Andrade (PSD), atual prefeito de Estância, a Lei é letra morta em quase todos os restaurantes e lanchonetes de Sergipe. Crendeuspai!

Federais invocados

Os policiais federais farão assembleia, hoje, para avaliar a possibilidade de paralisação ou alguma outra forma de reação contra o não cumprimento pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) da promessa de reestruturar das carreiras da categoria. Em clima de insatisfação geral, os delegados da PF já deliberaram por fazer “paralisações progressivas” e pressionar pela renúncia do ministro da Justiça, Anderson Torres, que é delegado federal. Home vôte!

Veto condenado

E o presidente estadual do PSB, Valadares Filho, condenou o veto do presidente Jair Bolsonaro (PL) à Lei Aldair Blanc. O texto aprovado pelo Congresso previa repasses anuais de R$ 3 bilhões da União para estados e municípios. Segundo Vavazinho, o veto presidencial “é outro baque no mundo cultural e tem que ser revisto pelos congressistas”. Valadares, lembra, ainda que o setor artístico está entre os que mais sofreram durante a pandemia, estando precisando de recursos para se recuperar. É vero!

Filosofia de Britto

Do sergipano Carlos Ayres de Britto, ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal: “Não é em cada um dos seus instantes que a Vida se desnuda por completo. É na pausa entre um instante e outro.”. Supimpa!

Candidatura em construção

A vice-prefeita de Aracaju, Katarina Feitoza (PSD), revela que está construindo a sua pré-candidatura à Câmara Federal com projetos e ideias. “Mais tarde, vamos ver se eles se concretizam”. Segundo a pessedista, “a vida é como uma escadaria: não dá pra pular o primeiro ao último degrau de uma vez. Assim também é na política”. Katarina conclui revelando que política se faz no dia a dia, pois é a ciência do diálogo, do consenso e dos posicionamentos contrários”. Então, tá!

Democracia ameaçada

É assustador o clima de beligerância instalado no Brasil pelo próprio presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL). Dia sim outro também o dito-cujo arranja encrencas graúdas com os mais variados setores da sociedade. E quem discorda de suas anacrônicas posições é logo taxado de comunista, inimigo da Pátria. O homem não se dobra nem para as sucessivas pesquisas atestando que o seu tresloucado comportamento está empurrando o país para o precipício. Assistimos, portanto, uma ameaça velada à democracia, conquistada à duras penas. Misericórdia!

Árvores derrubadas

A derrubada de árvores no bairro 17 de Março, em Aracaju, foi condenada pelo deputado estadual Iran Barbosa (Psol). “Presenciei uma cena trágica: os tratores derrubando mangabeiras que servem a quem sobrevive, há décadas, da extração da mangaba”, disse o parlamentar. Segundo ele, é lastimável que a Prefeitura mande tratores derrubar árvores na Reserva Extrativista das Mangabeiras para construir edifícios no lugar delas. Por fim, Barbosa apelou à administração municipal para mudar de ideia. Vixe!

Haverá replantio

O vereador Professor Bittencourt (PDT) saiu em defesa das obras realizadas no bairro 17 de Março. Segundo ele, para a construção das residências do conjunto irmã Dulce dos Pobres foram retiradas cerca de 70 a 80 mangabeiras, “devendo a Prefeitura plantar algo em torno de 200 novas árvores, de modo a restituir as que foram removidas”. O pedetista ressaltou que as 38 famílias que vivem do extrativismo da mangaba vão residir em um núcleo habitacional com toda a estrutura física e numa área preservada de 94 mil metros quadrados, do tamanho de três estádios como o Batistão. Aff Maria!

Nadando de braçada

O pré-candidato a governador Valmir de Francisquinho (PL) retornou de Brasília super entusiasmado. Ele disse que está buscando fortalecer a caminhada, “trazendo novos apoios e traçando um caminho certeiro de mudanças para Sergipe”. Valmir ensina que uma eleição é construída em alicerces sólidos. Ele diz que “foi assim que tive sucesso em todas as que disputei em minha vida”. Aos que tentaram travar o seu caminho político, o pré-candidato, apelidado pelos amigos de “Pato Rouco”, manda um recado: “Enquanto a agonia chega em quem representa a mesmice, eu tô nadando, conduzido pelo povo”. Cruzes!

Biriteiro sequelado

De um bebinho num coito de cachaceiros, uma birosca de esquina da periferia de Aracaju: “Rapaz, essa pandemia me viciou de vez na birita. Agora, tô bebendo todos os dias da semana. Antes, bebia só no sábado, no domingo e nos dias de feira”. Qualé, pinguço? Ôxe!

Recorte de jornal

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicado no Jornal do Aracaju, em 17 de setembro de 1873.

É editor do Portal Destaquenotícias

  Editoria: