“Quando a gente abraça uma causa como a do Cirurgia, a gente abraça a população como um todo”, diz Belivaldo

“Quando a gente abraça uma causa como a do Cirurgia, a gente abraça a população como um todo”, diz Belivaldo
maio 03 07:07 2022

Governador participou da missa em ação de graças em comemoração aos 96 anos do Hospital. Governo do Estado tem sido parceiro da unidade e Belivaldo atuou na defesa para manter o hospital aberto

Em comemoração aos seus 96 anos de história, o Hospital de Cirurgia promoveu nesta segunda-feira (2) uma missa em ação de graças, contando com a presença do governador Belivaldo Chagas e da vice-governadora Eliane Aquino. A entidade, que é referência na assistência de alta e média complexidade no Sistema Único de Saúde (SUS) em Sergipe, vem em atividade desde 1926.

Inaugurado a partir da iniciativa do ilustre Dr. Augusto Leite e de outros médicos sergipanos, o Hospital de Cirurgia foi inicialmente destinado aos doentes de afecções cirúrgicas. O governador destacou o legado da entidade para Sergipe.

“O Governo do Estado tem feito parcerias e ajudado no que pode. Afinal de contas, quando a gente abraça uma causa como a do Hospital de Cirurgia, a gente abraça a população como um todo. Cada vez que os serviços são melhorados, são prestados da melhor forma possível à sociedade, a própria sociedade sai ganhando. A gente sabe da necessidade que temos de termos o Hospital de Cirurgia funcionando, e funcionando bem. Então, parabéns ao Hospital de Cirurgia pelos seus 96 anos”, salientou.

Ao longo de sua trajetória, o Hospital de Cirurgia se transformou em um complexo hospitalar, promovendo diversas inovações na área da saúde. Entre tais inovações, destacam-se a primeira anestesia geral, a primeira maternidade (Francino Melo), o primeiro Serviço de Cirurgia Bucomaxilofacial e o hospital-escola da primeira faculdade de Medicina. A interventora da unidade, Márcia Guimarães, frisou o crescimento do hospital desde o processo de intervenção judicial, em 2018.

“Desde a intervenção, iniciamos o processo de reestruturação do hospital e, com a ajuda do Governo, colaboradores, fornecedores e prestadores de serviço, começamos a reconquistar a confiança da sociedade. Estamos em constante crescimento e melhoria da assistência. Por isso, com muita satisfação e felicidade, hoje chegamos aos 96 anos, com desejo de reconstruir ainda mais para que esse hospital permaneça por muito mais que dois séculos de vida, porque o que é bom e faz bem não pode acabar jamais. E tenho o prazer de agradecer presencialmente ao governador e a toda a bancada, que tem nos ajudado com emendas a custear este hospital”, afirmou a interventora.

O diretor-técnico da casa, Dr. Rilton Morais, agradeceu ao Governo do Estado por seu apoio à unidade. “O Hospital de Cirurgia esteve perto de fechar suas portas antes da intervenção, e, com a ajuda do Governo do Estado e dos funcionários, conseguimos recuperar este hospital. As pessoas não somente trabalham aqui, elas se sentem parte dessa estrutura, e elas fizeram o ressurgimento deste hospital. Hoje temos muito a celebrar. O Hospital de Cirurgia ressurge em todo o seu vigor para crescer cada vez mais”, disse.

A missa foi celebrada pelo padre Marcelo Conceição, que enfatizou a importância da entidade para a promoção da saúde no estado. “O Hospital de Cirurgia tem essa característica de pioneirismo, de estar há 96 anos proporcionando amor com o favorecimento do olhar para o outro, gerando vida e dignidade. Congregamos todas as experiências e agradecemos a Deus por cada uma das realidades vividas nesta unidade de saúde, com as quais aprendemos muito”, pontuou o celebrante.

Histórico

O Hospital de Cirurgia foi o responsável pela primeira cirurgia cardíaca em Sergipe e pelo primeiro implante de marca-passo. Foi, ainda, o primeiro Serviço de Neurocirurgia do Estado, o primeiro Laboratório de Hemodinâmica, a primeira Residência Médica e o primeiro a realizar transplante cardíaco no Norte/Nordeste. O Hospital também é pioneiro no tratamento com Oxigenação por Membrana Extracorpórea (ECMO), entre outros marcos.

O número de inovações implementadas em Sergipe no decorrer dos 96 anos de existência do Hospital de Cirurgia levou a unidade ao patamar de referência em várias áreas, como Oncologia, Neurocirurgia, Cardiologia, Cirurgia Cardíaca, Cirurgia Vascular e Ortopedia.

Foto: Arthuro Paganini/ASN

  Editoria: