Professora da UFS defende correção de impactos no Jabotiana

Professora da UFS defende correção de impactos no Jabotiana
agosto 23 13:14 2019 Imprimir Conteúdo

 

Uma das palestrantes da audiência pública realizada pelo na manhã desta sexta-feira, 23 no plenário da Assembleia Legislativa de Sergipe, a professora da Universidade Federal de Sergipe, Vera França lamentou o crescimento desordenado no bairro Jabotiana (que recebeu 51 novos empreendimentos e 35 mil novos moradores). Ela defendeu a correção de impactos com a finalidade de minimizar os problemas.

A audiência proposta pelo deputado Iran Barbosa (PT) tem por finalidade discutir e compreender melhor as inundações no bairro Jabotiana.

“Estamos trazendo estudiosos para entender as causas e não ficarmos apenas culpando os efeitos meteorológicos, é claro que o período chuvoso tem efeito sobre esse problema das enchentes, mas esse problema natural não responde sozinho por essas questões. Existem questões que envolvem ocupações irregulares, espaços naturais; problemas relativos a assoreamentos e à própria política ambiental e nós vamos discuti-los visando identificar com mais propriedade as razões que levam aos efeitos nocivos desse período em que ocorrem as enchentes”, enfatiza o deputado.

De acordo com a professora, é necessário discutir os problemas e impactos da ocupação do bairro Jabotiana. Ela destacou se tratar de um bairro grande, que foi ocupado de forma mais intensa no século XXI, pois antes já haviam algumas ocupações no Largo da Aparecida, conjuntos JK e Sol Nascente, seguidos pelo conjunto Santa Lúcia.

“Há um crescimento muito rápido do bairro que se deu sem um planejamento capaz de equacionar os problemas que poderiam advir daquela ocupação. Agora devem ser feitas intervenções no sentido de corrigir os problemas e corrigir os impactos para que a população tenha uma melhor qualidade de vida no bairro”, acredita Vera França.

Fotos: Jadilson Simões

Por Aldaci de Souza – Rede Alese

  Editoria: