Pressão para liberar geral

Pressão para liberar geral
junho 08 08:28 2020 Imprimir Conteúdo

Apesar de o sistema de saúde está quase colapsado e a propagação da Covid-19 continuar crescendo, é forte a pressão para que o governo de Sergipe suspenda de vez o isolamento social. Os empresários do comércio prometem providências para evitar a contaminação dos empregados e clientes. Induzida por essa promessa, parte da população diz que não pode mais continuar em quarentena, pois precisa sair de casa para conseguir o pão de cada dia. Políticos demagogos engrossam o coro dos que defendem a liberação geral, usando o surrado discurso de que “um dia todo mundo vai morrer”. E é nesse clima, que o governador Belivaldo Chagas (PSD) deve anunciar hoje qual a posição do Executivo sergipano para conter a pandemia. Caso respeite o quadro de ocupação dos eleitos de UTI e siga rigorosamente os números de infectados e mortos pela Covid-19 no estado, Chagas mantém e até aperta ainda mais a quarentena. Mas se optar pelo canto da sereia entoado por quem não ama à vida alheia, o governador opta pelo chamado “efeito boiada”, liberando os sergipanos para se encontrarem frente à frente com o coronavírus. Senhor, tende piedade de nós!

Cadê o dinheiro?

O deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania) vai integrar a Comissão Interestadual Parlamentar, criada para fiscalizar as ações do Consórcio do Nordeste. Também vão compor a CPI os deputados cidadanistas Kitty Lima e Samuel Carvalho, além do emedebista Zezinho Guimarães. Entre outras coisas, os parlamentares querem respostas para a compra de respiradores por R$ 48 milhões e que nunca foram entregues aos estados. Passos garante que o consórcio, formado pelos nove estados nordestinos, não contribuiu em nada na luta contra a Covid-19. Homem, vôte!

Fora Bolsonaro!

Eleita na Espanha e única parlamentar na ativa fora do Brasil, a deputada sergipana Maria Dantas vai denunciar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) junto ao Parlamento Europeu. Ela enviará, nesta segunda-feira, uma carta a deputados dos 27 Estados-membros da União Europeia com um dossiê de 11 páginas, contendo uma série de acusações contra o governo Bolsonaro. Combate ao coronavírus, Amazônia e povos indígenas são alguns dos temas em destaque no documento da sergipana. Marminino!

Campanha na UFS

O reitor da Universidade Federal de Sergipe, Angelo Roberto Antoniolli, reagiu às críticas contra o processo de escolha do seu sucessor. Segundo o professor, o estatuto da UFS prevê que as escolhas do reitor e do vice serão feitas através de listas tríplices, de nomes eleitos pela maioria absoluta de um Colégio Eleitoral Especial convocado para esse fim. “Dizer o contrário, é querer conturbar a legalidade e a legitimidade do processo. Há, todavia, quem o faça, por motivos que não nos compete aqui analisar”, fustiga Angelo. Misericórdia!

De olho no pleito

De olho nas eleições deste ano, Marco Pinheiro (Progressista) se licenciou das presidências da Associação Comercial de Sergipe e do Conselho do Sebrae. O empresário será uma carta na manga do deputado federal Laércio Oliveira (Progressista), que poderá indicá-lo como candidato a vice na chapa encabeçada pelo prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT). Pinheiro também pode disputar uma cadeira na Câmara de Vereadores. Pelos próximos 120 dias, a Acese será comandada pelos vices Maurício Vasconcelos e Robson Pereira. Então, tá!

Pandemia assusta

O governador Belivaldo Chagas (PSD) usou as redes sociais para demonstrar a sua preocupação com o baixo índice de isolamento social em Sergipe (37,2%). “O ideal é que cheguemos pelo menos a 60%, para que os casos de coronavírus deixem de avançar. Precisamos reverter isso”, alerta. Belivaldo afirma que o estado aumentou em quase cinco vezes os leitos de UTI da rede pública, “mas a ocupação também aumenta assustadoramente. Na última segunda-feira (1º), eram 55%, hoje já beira os 70%. Se continuarmos assim, não haverá leitos de UTI suficientes”, lamenta. Cruz credo!

Imprensa livre

E quem saiu em defesa da imprensa foi o ex-deputado federal André Moura (PSC). Segundo ele, a imprensa, “fundamental em um país livre, oferece à sociedade amplo acesso a um direito constitucional: o da informação”. Moura lamenta que muitos jornalistas sofram diversos tipos de violência no exercício da profissão ou em função dela. “Mas não podemos nos omitir”, alerta André, para quem uma sociedade livre é democrática requer uma imprensa igualmente livre e plural. Bravo, bravo!

Muros baixos

O presidente do DEM sergipano, José Carlos Machado, não economiza nas críticas ao sistema bancário por cobrar juros absurdos, não conceder crédito a quem precisa e, principalmente, se mostrar insensível aos micro e pequenos empresários. Além do mais, segundo o demista, os bancos esfolam o trabalhador quando cobram juros de 350% ao ano no cartão de crédito e no cheque especial. Machadão lamenta que “em vez de um país de juros baixos, vivemos num país de muros baixos”. Danôsse!

Boquim de luto

A Prefeitura de Boquim decretou luto oficial de três dias pela morte do professor Antônio Barros, dono da José Fernandes da Fonseca. Ele morreu ontem, vítima de coronavírus. O professor era esposo da também professora Maria Rivanda Alves Vasconcelos. O ex-deputado federal Márcio Macedo (PT) lamentou a morte do amigo educador, que lhe deu o primeiro emprego formal como professor. Descanse em paz!

Apreensão recorde

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu cerca de 600 quilos de cocaína durante uma operação na RB-101, município de Nossa Senhora do Socorro. Esta foi a maior apreensão de “pó” já feita em Sergipe. Segundo o motorista que transportava a droga, o destino era o Rio Grande do Norte. No sábado, a PRF já havia apreendido na BR-235, em Itabaiana, 45 quilos de maconha, que estavam sendo levados para Socorro. Aqui pra nós, é bagulho suficiente pra endoidar um batalhão. Vixe!

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano Sergipe Jornal, em 31 de dezembro de 1928.

  Editoria: