Prefeitura vistoria e recebe as chaves do galpão disponibilizado ao MTST

Prefeitura vistoria e recebe as chaves do galpão disponibilizado ao MTST
setembro 25 07:36 2018 Imprimir Conteúdo

Conforme ficou acordado, na semana passada, entre a Prefeitura de Aracaju e os representantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), foi realizada uma vistoria, com a presença da secretária da Assistência Social, Rosane Cunha, no galpão disponibilizado ao movimento, na rua Acre, na manhã desta segunda-feira, 24. Também foi registrado um boletim de ocorrência para averiguar um furto que ocorreu no local. Além disso, por opção dos próprios membros, foram entregues as chaves da construção, que passará por reforma e será desalugado pela administração municipal.

Os participantes do movimento deixaram o local nos últimos dias. Desta forma, a visita foi feita com o galpão já desocupado. “Nós viemos realizar uma primeira vistoria, avaliar a situação do galpão e receber as chaves. Fomos informados pelo movimento sobre um furto que ocorreu no local. Como patrimônio da Prefeitura foi subtraído, registramos um boletim de ocorrência. Lamentamos essa situação”, explicou a secretária da Assistência Social, Rosane Cunha.

Os próximos passos, após saída do movimento, serão tomados nos dias seguintes. “O galpão agora passará por limpeza, uma vez que eles já retiraram seus pertences, reforma e será devolvido, pois faz parte de um contrato de aluguel emergencial que a Prefeitura fez para acolhê-los”, continuou a secretária.

Foram furtados 30 ventiladores, um fogão industrial e quatro bebedouros instalados pela administração municipal. A decisão por parte do MTST de se retirar do local cedido, deve-se ao sentimento compartilhado pelo grupo após furto. “O galpão foi um acordo provisório e a gente sabe como é complicado transferir uma comunidade de um bairro para outro, pois existem pessoas que não veem bem. Enquanto movimento, nós lamentos o ocorrido, pois entendemos que o patrimônio público é de todos nós contribuintes, e também que um pobre encare outro como ameaça”, explicou o representante Vinícius Oliveira.

Boletim de Ocorrência

O Boletim de Ocorrência foi registrado na 2ª Delegacia Metropolitana de Aracaju, localizada no bairro Getúlio Vargas. “Nós fomos à delegacia com os representantes do movimento. Eles relataram como encontraram o galpão depois do episódio. Na ocasião, nós informamos quais bens patrimoniais foram roubados. A Prefeitura teve um prejuízo aproximado de R$ 15 mil”, informou o gerente de patrimônio da Assistência Social de Aracaju, Kleber Firpo Prado Valença.

O boletim de ocorrência foi feito com o intuito de investigar as circunstâncias do furto, bem como a autoria do crime. Segundo um dos representantes do MTST Vinicius Oliveira, o delito ocorreu no domingo, 16. “Um dos apoiadores disponibilizou um passeio no domingo pela manhã, com volta pela tardinha, e o pessoal achou que seria tranquilo deixar o local trancado e sair. Quando retornou encontrou tudo revirado, barracas de camping arrombadas, objetos pessoais desaparecidos”, contou a secretária da Assistência Social, Rosane Cunha.

Foto Marco Vieira

Por Tirzah Braga

  Editoria: