Prefeitura recebe da UFS doação de cabine para testes de covid-19

Maio 30 08:39 2020 Imprimir Conteúdo

Desde o início dos primeiros casos de covid-19 na capital, a Prefeitura de Aracaju tem contado com importantes parcerias, e no meio acadêmico, a Universidade Federal de Sergipe (UFS) tem contribuído de forma significativa. Nesta quinta-feira, 28, por meio do Laboratório de Patologia Investigativa da UFS, em parceria com projeto social Valter Passos, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) recebeu a doação da primeira cabine para testes de covid-19, que foi entregue na Unidade de Pronto Atendimento Fernando Franco. Ainda está prevista a entrega de mais cabines para as Unidades Básicas de Saúde exclusivas para síndromes gripais.

As cabines para testes da covid-19 que estão sendo criadas pela UFS têm como objetivo reduzir o risco de contágio entre pacientes com sintomas da doença e profissionais de saúde, durante a realização da coleta da amostra para exame RT-PCR, que detecta o vírus através das vias respiratórias.

O equipamento, que pesa aproximadamente 8kg e mede 1.80 x 90cm, é confeccionado com armação metálica, lona plástica e material acrílico, com duas aberturas que facilitam o acesso entre profissional e paciente na realização da coleta.

A diretora da Vigilância e Atenção à Saúde da SMS de Aracaju, Taíse Cavalcante, reconhece que o equipamento proporcionará mais segurança durante a coleta da amostra. “É mais uma barreira de proteção para o momento da coleta. É um exame difícil, é um exame em que a pessoa pode espirrar ou tossir. E, nesse momento, essa barreira de proteção protege mais ainda o profissional de saúde, mesmo com seus EPI’s”, pontua Taíse.

“Este projeto foi idealizado pensando nos profissionais da linha de frente, especificamente para aqueles que realizam a coleta das amostras respiratórias para o diagnóstico da covid-19. Nossa ideia era produzir um equipamento de proteção de fácil manuseio e higiene, diminuindo o risco de contaminação para este profissional de saúde,” afirma o coordenador do LPI-UFS, professor Paulo Ricardo Martins Filho.

Foto: LPI UFS

  Editoria: