Prefeitura inicia ações de recuperação dos danos causados pelas fortes chuvas na capital

Prefeitura inicia ações de recuperação dos danos causados pelas fortes chuvas na capital
julho 14 08:10 2019 Imprimir Conteúdo

Nas últimas 12 horas, a capital sergipana registrou um acumulado de apenas 9mm de chuva. Porém, de segunda-feira, 8, até esta sexta-feira, dia 12, o município acumulou 300mm de águas pluviais, volume maior que o dobro do esperado para o todo o mês de julho e que causou danos e transtornos em alguns pontos da cidade, sobretudo no bairro Jabotiana, zona Oeste, na avenida Euclides Figueiredo, zona Norte, e no bairro 17 de Março, zona Sul

Além de agir de forma intensificada em toda a cidade, ao longo da semana, a partir da mobilização e do reforço de equipes de diversas secretarias e órgãos municipais, a Prefeitura de Aracaju iniciou, já neste sábado, 13, as primeiras ações de recuperação do Plano de Contingência, uma estratégia desenvolvida pela gestão municipal executada preventivamente antes mesmo da chegada do período chuvoso, como as ações de limpeza de canais e de bueiros, medidas que facilitaram o escoamento das águas das chuvas e fizeram com que a cidade suportasse bem a intensidade das precipitações.

Desse modo, permanecem mobilizadas e atuando de forma intensificada em diversos bairros da cidade, para reverter os danos e minimizar possíveis transtornos, equipes das empresas municipais de Serviços Urbanos (Emsurb) e de Obras e Urbanização (Emurb), da Superintendência de Transportes e Trânsito (SMTT), e das secretarias municipais da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), da Saúde (SMS) e da Assistência Social.

Na manhã deste sábado, por meio da Secretaria da Assistência Social, a Prefeitura de Aracaju iniciou, no bairro 17 de Março, a entrega dos materiais arrecadados – roupas e produtos de limpeza, principalmente – a partir da campanha solidária que a gestão municipal capitaneou para ajudar as famílias que mais sofreram com a ação das fortes chuvas nesta semana.

Também serão contemplados por esta iniciativa solidária, famílias que moram na Ocupação das Mangabeiras e no Largo da Aparecida, localidade esta em que mais de 70 famílias continuam acolhidas pela Prefeitura, no Cras Madre Tereza de Cálcuta e na Escola Municipal José Airton Teles, no bairro Jabotiana, região fortemente atingida pela cheia do rio Poxim Mirim, que resultou no alagamento de casas, situação que exigiu do poder público municipal atenção e atuação especial no local.

Ainda durante a manhã deste sábado, o secretário da Defesa Social e da Cidadania, Luís Fernando Almeida, esteve no Largo da Aparecida, no bairro Jabotiana, onde foi constatada a redução do nível da água proveniente do transbordo do Rio Poxim, além de ter sido realizada visita aos desabrigados. “Estamos em atenção às famílias e as demandas que ainda possam surgir devido ao impacto das chuvas”, reforçou Luís Fernando.

Cessadas as fortes chuvas, a cidade volta à sua normalidade, o tráfego segue ordenado em toda a capital sergipana, mas, ainda assim, equipes da SMTT se mantêm de prontidão em locais específicos da cidade para orientar os condutores, como no bairro Jabotiana, região em que equipes da Emsurb atuam, neste momento, dragando a água das ruas para melhorar o fluxo de água para o rio Poxim. A avenida Euclides Figueiredo, que também foi afetada pelas chuvas, está totalmente drenada e aberta para o trafego de veículos.

A Emurb retomou as operações do Tapa-buraco, para restaurar as vias prejudicas pela ação das chuvas, com agentes atuando em diversos bairros.

A Defesa Civil Municipal já registrou e atendeu, neste sábado, dois chamados emergenciais através do 199. As duas situações estiveram relacionadas a riscos de desabamento, sendo uma no bairro Industrial e outra no Jabotiana, onde foi realizada a interdição do imóvel. Além desses atendimentos, as equipes realizarão vistorias em outras unidades e seguem monitorando áreas afetadas pelo grande volume de chuvas desta semana.

De acordo com o último levantamento da Prefeitura de Aracaju, já foram contabilizados 130 chamados por meio do 199, desde a segunda-feira (8), quando as precipitações começaram a se intensificar na capital.

Por determinação do prefeito Edvaldo Nogueira, o município manteve, apesar da intensidade das chuvas, a execução de serviços fundamentais para a cidade, como a coleta do lixo. Assim, a Prefeitura superou o desafio de continuar ofertando este serviço dentro dos horários já conhecidos pela população, assim como destinou, diariamente, cerca de 980 toneladas de resíduos até o Centro de Gerenciamento da Empresa Estre, no município de Rosário do Catete, por meio de 31 caminhões coletores, 28 nas ruas e três na reserva.

O serviço de coleta, em Aracaju, realizado por intermédio da Emsurb, atende toda a cidade em dias e horários marcados. A oferta desse serviço ocorre de forma regular, às segundas, quartas e sextas-feiras, na zona Norte e zona de Expansão, e às terças, quintas e sábados na zona Sul. Diariamente, a coleta ocorre em áreas centrais da cidade e na Orla da Praia de Atalaia.

Por Tirzah Braga

Foto André Moreira

  Editoria: