Prefeitura economiza R$61 milhões com processos licitatórios

Prefeitura economiza R$61 milhões com processos licitatórios
janeiro 06 11:18 2021 Imprimir Conteúdo

Com o portal Aracaju Compras, processos ficaram mais transparentes e geram mais economia

A modernização dos sistemas implementada pela Prefeitura de Aracaju, ao longo dos últimos quatro anos, além de garantir mais segurança e agilidade aos processos, também tem uma importante consequência para qualquer administração pública: economia. Somente com processos licitatórios, em 2020, a gestão economizou R$61 milhões.

Utilizado pela Prefeitura, através da Secretaria Municipal do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplog), desde 2017, a plataforma Aracaju Compras permite que todas as licitações, concorrências, dispensas e tomadas de preço fossem realizadas de forma centralizada e com mais transparência. Operações que, antes, eram feitas manualmente, ganharam mais agilidade e segurança, proporcionando redução de custos aos cofres públicos.

Para o secretário municipal do Planejamento, Orçamento e Gestão, Augusto Fábio Oliveira, isso é reflexo de uma administração moderna e transparente. “Com a utilização de sistemas como o Aracaju Compras, a Prefeitura cumpre os princípios que norteiam a gestão, que envolvem a transparência e publicidade de seus atos. No portal, qualquer cidadão pode ter acesso a todos os processos de compras, em andamento e já realizados, de forma simples e objetiva”, explica o secretário.

De acordo com a coordenadora da Central de Compras e Licitações (CCL), Karina Calasans, a economia é graças à quantidade maior de ofertas apresentadas. Com um sistema online, fornecedores de todo o país têm acesso à concorrência, possibilitando, assim, um leque amplo de opções para que a Prefeitura encontre o menor preço possível.

“Quando vamos fazer um processo licitatório para a contratação de bens ou serviços, realizamos uma pesquisa de preços para saber os preços praticados no mercado.  Depois de todo o trâmite interno do processo licitatório, publicamos o edital do pregão eletrônico, no portal de compras, e os fornecedores do ramo daquela licitação lançam suas propostas e os documentos necessários para poderem participar. É um leilão às avessas, eles disputam para quem dar o menor preço, e o vencedor é aquele que ofereceu menor preço e que atenda às exigências constantes no edital”, detalha a coordenadora.

Por Mariana Lopes

Foto: Marcelle Cristinne

  Editoria: