Prefeito discute pagamento de salários deixados pela gestão anterior

Prefeito discute pagamento de salários deixados pela gestão anterior
janeiro 13 18:46 2021 Imprimir Conteúdo

 

O prefeito de Laranjeiras, José de Araújo (Juca – MDB), juntamente com o vice-prefeito, Janio Dias, vereadores e equipe de secretários, reuniu-se na manhã desta quarta-feira, 13, com representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Laranjeiras (Sintramla) e do Sintese, entidade que representa os profissionais do magistério, e apresentou as propostas para pagamento do salário do mês de dezembro/2020 e 13º salário, que foram deixados pelo ex-prefeito Paulão da Varzinhas.

Nesta reunião, o prefeito apresentou aos sindicalistas a real situação financeira do município, com apenas R$ 2 milhões em caixa para pagar três folhas (dezembro, 13º salário e janeiro), que somadas chegam a R$ 12 milhões. Para provar a veracidade dos fatos, a gestão municipal disponibilizou aos representantes das classes trabalhadoras, os extratos das contas da Prefeitura. Para honrar o compromisso de pagamento dos servidores, Juca afirmou que irá analisar com o setor jurídico a possibilidade de contrair um empréstimo bancário e quer continuar mantendo o diálogo e a transparência nas ações.

“Com os poucos recursos que temos em caixa é impossível pagar três folhas com a arrecadação de apenas um mês. Por isso, nos comprometemos a analisar a possibilidade de contrair um empréstimo e quitar essa dívida, que foi herdada da gestão anterior, que, aliás, deu um calote nos trabalhadores de Laranjeiras, tendo em vista que nos meses de novembro e dezembro de 2020, a arrecadação foi de cerca de R$ 18 milhões e, mesmo assim, o ex-prefeito não pagou aos trabalhadores”, disse Juca.

Quanto ao pagamento de servidores, referente ao mês de janeiro/2021, o atual gestor declarou que fará o mais rápido possível e imediatamente após o desbloqueio das contas por parte do judiciário. “Não quero atrasar um dia sequer de salário e encargos no exercício da minha gestão. Se o ex-prefeito não honrou com os compromissos dele, eu honrarei, assim como fiz em dezembro de 2016. Quando deixei a prefeitura, tanto os trabalhadores efetivos quanto os comissionados receberam os seus vencimentos. Isso é compromisso e valorização.

O atual gestor destacou também que o pagamento dos servidores e a manutenção dos serviços essenciais será prioridade nos próximos quatro anos. “Estamos organizando o município e temos que manter os serviços de limpeza, comprar medicamentos, as unidades básicas de saúde funcionando, organizar as escolas para o início do ano letivo, implementar programas sociais e tantas outras ações. Temos 30 mil habitantes, que estão abandonados, pra dar conta e vamos precisar de todos, inclusive dos servidores. Portanto, reafirmo que a receita está escassa e precisamos dar continuidade ao serviço público”, ressaltou o prefeito.

Além de apresentar as propostas de pagamento aos servidores, sendo que o mês de janeiro começará a ser pago essa semana, Juca disse que este momento é de somação de esforços com as classes trabalhadoras de Laranjeiras. “Me solidarizo com a situação dos funcionários e professores e quero somar esforços, para juntos, encontramos a solução. A Prefeitura é impessoal e a dívida existe, porém se eu priorizar o pagamento das folhas atrasadas, serei responsabilizado pelos órgãos de controle por não honrar os pagamentos da atual gestão”, frisou o prefeito Juca.

ASCOM PML.

  Editoria: