Praia Limpa: Sema sensibiliza aracajuanos em prol da conservação das praias

Praia Limpa: Sema sensibiliza aracajuanos em prol da conservação das praias
setembro 24 05:51 2018 Imprimir Conteúdo
Quem buscou a Praia de Atalaia neste domingo, 23, como uma alternativa de lazer com a família e amigos teve a oportunidade de participar de atividades que objetivaram sensibilizar os cidadãos à adoção de práticas mais conscientes, a exemplo do descarte correto de resíduos e respeito aos animais marinhos, em prol da conservação do meio ambiente. Foi assim que a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema), com o apoio de diversos parceiros, realizou a segunda edição do programa Praia Limpa.
O foco deste ano foi sensibilizar a população sobre a importância do descarte correto do óleo de cozinha vegetal saturado. “Esta é uma ação que deve ser praticada por todos nós, mas, principalmente, por aqueles comerciantes que estão situados próximos à praia, como os donos de bares, restaurantes e hotéis, para que eles sejam os primeiros a adotarem essa prática e estimularem os seus clientes, além de ter compromisso em manter a praia limpa”, relatou o secretário municipal do Meio Ambiente de Aracaju, Augusto Cesar Viana.
De acordo com a coordenadora da Educação Ambiental da Sema e organizadora do evento, Raphaella Ribeiro, o descarte incorreto do óleo de cozinha pode ocasionar diversas consequências, como entupimento de tubulações, mortandade de peixes, poluição de rios e mares, dentre outros fatores que podem ocasionar a degradação ambiental. “Um litro de óleo é suficiente para poluir mais de 20 mil litros de água. Por isso, é muito importante todos nós, não apenas donos de bares e restaurantes, fazermos o certo. É preciso que toda a sociedade tenha consciência e ajude na conservação de um dos bens mais preciosos que temos, o meio ambiente”, destacou
Ações
As atividades do Praia Limpa se iniciaram com uma blitz educativa nas proximidades da Passarela do Caranguejo. Com o apoio da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) e da Mix FM, os motoristas que transitavam pelo local foram abordados e orientados pela equipe da Sema e demais parceiros sobre a importância da conservação das praias e o descarte correto do óleo de cozinha usado, apresentando os ecopontos disponíveis em Aracaju para o recebimento do material.
Na Praia da Cinelândia, as atividades desenvolvidas atraíram o público infantil, que participou de oficinas, como a da bolha de sabão gigante, ofertada pelo Shopping Jardins, e de cata-ventos e brinquedos; e soltura de pipas, a fim de orientar as crianças sobre o local mais apropriado para esse tipo de prática. O Shopping Riomar também realizou a distribuição de mudas nativas da mata atlântica, como ipês roxos e rosas. A Faculdade São Luís de França enfatizou sobre a adoção de práticas sustentáveis diárias, como oficinas de produtos recicláveis e teatro educativo voltado à coleta dos resíduos, por meio de abordagem corpo a corpo com ambulantes e frequentadores da praia. Já o grupo Escoteiros Uirapuru trouxe peças confeccionadas com materiais reutilizáveis, a exemplo da sacola plástica.  A Secretaria Municipal da Juventude e do Esporte (Sejesp) animou mais ainda o público presente, oferecendo práticas de FitDance.
Outra ação que também chamou a atenção dos frequentadores da praia foi a escultura de areia, que durou cerca de 8 horas para ficar pronta. O monumento enfatizou as consequências à vida marinha com o descarte irregular do óleo de cozinha. A Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) disponibilizou 22 caminhões-pipa para dar suporte na confecção da escultura. A empresa também fixou 2 caixas coletoras de 5 m³ para a destinação adequada de resíduos.
O programa Aracaju Acessível, idealizado pelo vereador Lucas Aribé (PSB), que objetiva realizar eventos de conscientização sobre acessibilidade ocorridos durante a semana em que se comemora o Dia Nacional e Municipal de Luta da Pessoa com Deficiência, 21 de setembro, também fez parte da programação, realizando uma ‘Caminhada da Acessibilidade pela Praia Limpa’. Junto com a Sema, integrantes do Aracaju Acessível visitaram estabelecimentos comerciais situados por toda a extensão da Orla. Ainda fazendo parte do Aracaju Acessível, houve ações de orientação e mobilidade para guias de pessoas com deficiência visual; e oficinas, como a ‘Bike Anjo entre todos’ e ‘Consertando minha bike’.
 “É muito importante a gente promover, junto com diversos parceiros, eventos como esse. Agradeço ao município, ao secretário Augusto Cesar Viana, por ajudar a divulgar a Semana Aracaju Acessível e unificar esses dois eventos parceiros, a favor de um bem comum”, destacou o vereador Lucas Aribé.
A sensibilização sobre fiscalização educativa, a exemplo da proibição de tráfego de veículos automotivos nas praiais de Sergipe foi realizada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).  Já o Projeto Tamar reforçou a questão da conservação dos mares por meio de ações corretas, destacando que uma das principais causas da mortandade de animais marinhos é em decorrência do descarte incorreto de resíduos. A ação realizada em conjunto com a Marinha do Brasil, no Farol do Viral e Orla Pôr do Sol, objetivou realizar o recolhimento de lixo. A limpeza simbólica também ocorreu às margens da Praia da Cinelândia.
Um ponto de coleta de óleo de cozinha usado foi disponibilizado, partindo como uma alternativa de destinação adequada para este produto. O cidadão poderia realizar a troca do seu óleo por um produto de higiene, no caso, uma barra de sabão. O óleo doado é destinado à Recigraxe, coletora de óleo de cozinha saturado licenciada.
População envolvida
Quem participou do programa entendeu a necessidade do envolvimento de todos em prol da conservação ambiental. Para o vendedor ambulante, José Roberto Correia, o descarte incorreto de resíduos na praia está cada vez mais sendo comum, por isso, é imprescindível haver ações que sensibilizem as pessoas a adotar hábitos responsáveis.  “Todos os dias estou trabalhando aqui na praia e sempre vejo as pessoas jogando lixo. Quando possível, eu até recolho e falo para não fazerem isso. Geralmente ‘cato’ latinhas para vender, porque além de ajudar a manter a praia limpa, é uma fonte de renda pra mim. É muito importante esse trabalho da Sema para que a população tenha mais consciência e responsabilidade com o meio ambiente”, afirmou.
O pequeno Gabriel Monteiro, de apenas 6 anos, participou das ações desenvolvidas durante o Praia Limpa, levando para casa experiência e aprendizado. “Eu curti a praia junto com o meus pais e quando vi as brincadeiras aqui, quis logo participar. Eu fiz brinquedo, brinquei com a bolha gigante e até ajudei a limpar o lixo na praia. É importante a gente manter a praia limpa, porque se não o planeta terra vai ficar triste, porque tem que jogar o lixo é na lixeira”, disse.
A publicitária Loiane Magno levou sua filha de três anos só para participar do programa, pois para ela “é de extrema importância envolver as relações ambientais na educação da filha, para que desde pequena, possa ter a consciência e a sensibilização quanto ao cuidado com a natureza”.
Parceiros
Para a realização do programa Praia Limpa, a Sema contou com o apoio de diversos parceiros:
Shoppings Riomar e Jardins, Faculdade São Luís de França, Universidade Tiradentes (Unit), Projeto Tamar, Instituto Beneficente Emmanuel (IBEM), Recigraxe, Mix FM, Programa Aracaju Acessível, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Corpo de Bombeiros do Estado de Sergipe, Capitania dos Portos, Grupo Escoteiro Uirapuru, Guarda Municipal de Aracaju (GMA), Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), Secretaria Municipal da Juventude e do Esporte (Sejesp) e a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito de Aracaju (SMTT).
Foto Marco Vieira
Da assessoria
  Editoria: