Policiais civis decidem aguardar encaminhamento do Projeto OPC pelo governador

Policiais civis decidem aguardar encaminhamento do Projeto OPC pelo governador
setembro 28 06:38 2019 Imprimir Conteúdo

 

Categoria prepara um novo ato para o dia 15 de outubro. Sindicato visitará delegacias dos 75 municípios a partir da próxima semana.

Revolta, união e luta. Essas foram as palavras de ordem durante a Assembleia Extraordinária do Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Sergipe (Sinpol/SE), que reuniu nesta quinta-feira, 26, cerca de 600 policiais civis da capital e interior sergipano na Academia de Polícia Civil (Acadepol).

Durante a Assembleia, agentes, escrivães e agentes auxiliares dialogaram sobre a última reunião da “mesa de negociação” na Secretaria de Estado da Administração (Sead), onde foi apresentado um projeto abusivo por parte da Associação dos Delegados de Polícia de Sergipe (Adepol) e que inclusive foi rechaçado publicamente pela delegada geral da Polícia Civil, Katarina Feitoza. Na oportunidade, os policiais também destacaram que pretendiam de fato paralisar as atividades por tempo indeterminado.

“Foi uma Assembleia marcante para os policiais civis de Sergipe, tendo em vista a quantidade de colegas presentes e a confiança que se observa em nossa luta sindical pela aprovação do Projeto Oficial de Polícia Civil (OPC) e pela valorização profissional da nossa categoria. Foi deliberado que, neste momento, não deve haver paralisação nas delegacias. Os policiais aguardarão resposta do governador Belivaldo Chagas sobre qual projeto será encaminhado à Assembleia Legislativa até o dia 30 de setembro e optaram por agendar um ato para o próximo dia 15 de outubro, como forma de avaliar previamente os encaminhamentos que serão dados pelo Governo até a referida data. Não foi fácil chegarmos a esse entendimento coletivo porque a insatisfação está muito grande”, destacou Adriano Bandeira, presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Sergipe (Sinpol/SE).

Nos próximos dias, o Sinpol/SE iniciará visitas às delegacias dos 75 municípios como forma de expressar à sociedade do que trata o Projeto OPC e de que forma ele otimizará os serviços prestados ao cidadão. “Iremos às delegacias, conversaremos com os policiais, com os cidadãos e com os colegas de imprensa de cada cidade, até que o povo sergipano em sua totalidade compreenda a importância da aprovação do Projeto OPC, que inclusive não envolve despesa financeira para o Governo de Sergipe. Agradecemos o apoio de parlamentares, dos colegas de imprensa, de outras categorias representativas de profissionais de Segurança Pública, da Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol) e das Federações de Policiais Civis de todo o Brasil. Essa luta pela aprovação do Projeto OPC não é apenas dos policiais civis, é uma luta de todo cidadão que acredita na força policial reunida no combate à expansão da criminalidade e violência em nosso estado”, finalizou Adriano Bandeira.

Fonte e foto Sinpol

  Editoria: