Polícia registra 36 prisões na Grande Aracaju e 35 no interior do estado

fevereiro 27 10:52 2020 Imprimir Conteúdo

Boa parte das prisões são feitas pela PM e estão relacionadas às práticas de embriaguez ao volante, porte ilegal de arma de fogo e descumprimento de medida protetiva de urgência.

Com o encerramento das festividades do Carnaval 2020, a Polícia Militar e Polícia Civil divulgaram os resultados das ações policiais realizadas entre a sexta-feira, 21, e a quarta-feira, 26. No tocante às unidades da PC localizadas no interior do estado, as delegacias regionais registraram 209 boletins de ocorrência. Quanto às prisões, foram 35 por práticas como embriaguez ao volante, porte ilegal de arma de fogo, descumprimento de medidas protetivas de urgência, dentre outras.

Com a quantidade de pessoas nas festas de Carnaval, as instituições que compõem a Secretaria da Segurança Pública (SSP) traçaram planejamentos estratégicos voltados ao período carnavalesco. A Polícia Civil incrementou o efetivo policial nas delegacias que atuam nas áreas onde ocorreram as festividades da época e ampliou o funcionamento de algumas delegacias.

Com isso, as unidades policiais como as delegacias regionais de Estância, Nossa Senhora da Glória, Lagarto, Itabaiana e Neópolis, além da delegacia de Pirambu, contabilizaram 221 boletins de ocorrência (209 nas unidades regionais). Foram feitas 37 prisões (35 nas regionais). Os números são referentes ao período que teve início às 18h da sexta-feira, 21, e que seguiu até às 23h59 dessa quarta-feira, 26.

Dentre as ocorrências que resultaram em prisões, estão as que envolveram condução de veículo sob o efeito de álcool ou drogas (14), porte ilegal de arma de fogo (4), tráfico de drogas (2), e descumprimento de medida protetiva de urgência (2). No mesmo período, foram registrados 17 termos circunstanciados de ocorrência (TCO) e sete autos de investigação de atos infracionais (AIAI).

Na Grande Aracaju, a Polícia Militar e Polícia Civil registraram em 36 detenções em flagrante durante o período de festividades carnavalescas, apenas nas delegacias da capital e da Grande Aracaju. Apenas no Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV), foram dez prisões em flagrante. As detenções ocorreram no período que teve início às 18h da sexta-feira, 21, e que prosseguiu até 23h59 dessa quarta-feira, 26.

No tocante ao atendimento especializado a vítimas de violência em razão de gênero, orientação sexual e demais grupos vulneráveis, o Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV) registrou dez prisões em flagrante. No período, a unidade especializada também contabilizou 18 medidas protetivas solicitadas à Justiça e um termo circunstanciado de ocorrência.

A delegada Viviane Pessoa, coordenadora das delegacias da capital (Copcal), avaliou como positivo os resultados obtidos durante o Carnaval 2020. “Tivemos um resultado muito positivo, foi um período festivo muito tranquilo. Pelas ocorrências, que levantamos na capital e no interior, nós tivemos uma redução nos casos de crimes violentos letais intencionais de 24%. Aqui na capital, entre Central de flagrantes, DAGV e Barra dos Coqueiros tivemos 36 flagrantes, que foi um número inferior ao do ano passado”, explicou.

Ela destacou a importância da atuação do DAGV durante o Carnaval. “Destacamos uma ação muito eficaz e eficiente do DAGV. Tivemos 18 medidas protetivas, que deixam a vítima protegida nesse período, que temos um aumento no consumo de álcool e de drogas, e que aumentam os casos de violência doméstica”, concluiu.

Informações e foto SSP

  Editoria: