Polícia indicia radialista por calúnia e agressões contra transexual

by Munir Darrage | 10 de agosto de 2020 14:06:57

 

O Departamento de Atendimento aos Grupos Vulneráveis (DAGV) da Polícia Civil concluiu no dia 24 de julho, o inquérito policial que apurou uma ocorrência envolvendo um radialista e uma transexual ocorrida no dia 8 de julho, no centro de Aracaju. O caso foi levado ao plantão de DAGV pela Polícia Militar após ter sido acionada pelo comunicador.

Ele alegava ter sido furtado pela transexual e que após uma briga ela tinha conseguiu fugir e se esconder dentro de uma construção situada na área central da cidade. Quando os policiais militares localizaram a transexual, ela confirmou que pegou o dinheiro como forma de receber o valor por um programa sexual não pago no valor combinado entre as partes.

Os policiais militares que atenderam a ocorrência narraram o que presenciaram na delegacia e os envolvidos também prestaram suas versões. A transexual confirmou que foi agredida pelo radialista e que pegou o dinheiro porque ele prometeu lhe pagar R$ 1.000,00 por um programa sexual, mas posteriormente se negou a cumprir o acordo.

O radialista disse, por sua vez, quais as ruas onde passou naquele dia e narrou que foi abordado pela transexual com um pedido de carona. Ele atendeu o pedido e no percurso, a jovem anunciou um assalto, ocasionado uma luta corporal. A delegada Meire Mansuet requisitou todas as imagens do circuito de segurança externo daquela região da cidade e entendeu por realizar um novo depoimento entre as partes para solucionar as divergências nas declarações.

No dia 21 de julho, a transexual confirmou a versão anterior, mas o radialista alterou sua versão dos fatos. Após confrontar os depoimentos, com as investigações de campo realizadas pelos policiais civis, a delegada optou por indiciar o radialista com base no artigo 138 do Código Penal (calúnia) e no artigo 21 da Lei de Contravenções Penais (vias de fato).

Fonte: SSP/SE

Source URL: http://espacolivrenoticias.com.br/policia-indicia-radialista-por-calunia-e-agressoes-contra-transexual/